Clicky

MetaTrader 728×90

Por Paula Arend Laier
SÃO PAULO, 14 Mar (Reuters) – O principal índice de ações da
B3 firmava-se no vermelho na tarde desta quarta-feira, seguindo
a piora em Wall Street, com o declínio dos papéis de Itaú
Unibanco e Bradesco entre as maiores
pressões negativas
Às 13:24, horário de Brasília, o Ibovespa caía 0,59
por cento, a 85.878,25 pontos. O volume financeiro da sessão
somava 4,38 bilhões de reais.
Em Wall Street, os principais índices acionários recuavam
pressionados pelo setor industrial, diante de preocupações sobre
o impacto de novas tarifas no comércio global. O S&P 500
recuava 0,5 por cento.
Mais cedo, dados fortes de atividade da economia chinesa
sustentaram ganhos no pregão brasileiro. Na máxima, o Ibovespa
chegou a 86.969 pontos, alta de 0,68 por cento.

DESTAQUES
– ITAÚ UNIBANCO PN caía 2,1 por cento e BRADESCO
PN recuava 1,3 por cento, limitando os ganhos do
Ibovespa, dada a relevante participação que ambos detêm no
índice de quase 20 por cento no total. No radar estava a
possibilidade de mudança nos critérios de composição dos índices
de ações MSCI, que reduziria o peso dessas ações, conforme
relatado por estrategistas do BTG Pactual.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

– VALE ON avançava 1,2 por cento, em meio a alta
nos preços do minério de ferro na China, após dados econômicos
fortes daquele país apontarem para condições de demanda firme na
segunda economia do mundo.

– PETROBRAS PN subia 0,3 por cento, mas PETROBRAS
ON recuava 0,3 por cento, conforme os preços do
petróleo no exterior não mostravam uma direção única.

– FIBRIA ON valorizava-se 3,5 por cento, conforme
seguem as expectativas ligadas a uma potencial aquisição da
companhia. Reportagem do jornal Valor Econômico nesta
quarta-feira afirmou que os sócios esperam ofertas melhores pela
maior produtora mundial de celulose de eucalipto.

– ELETROBRAS PNB e ELETROBRAS ON caíam
6,3 e 5,9 por cento, um dia após a Câmara dos Deputados instalar
comissão e iniciar discussão sobre privatização da companhia. As
preferenciais da elétrica acumulam em 2018 alta ao redor de 15
por cento, enquanto as ordinárias sobem cerca de 20 por cento.

– NATURA perdia 2,6 por cento, também entre as
maiores quedas, antes da divulgação do balanço nesta
quarta-feira, após o fechamento do pregão.

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

(Edição Alberto Alerigi Jr.)
(([email protected]; +55 11 5644 7764; Reuters
Messaging: [email protected]))


Assuntos desta notícia