Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

SÃO PAULO, 4 Mai (Reuters) – O principal índice de ações da
B3 ensaiava melhora nesta sexta-feira, conforme Wall Street se
firmava no azul, tendo também no radar a temporada de balanços,
com Lojas Renner avançando quase 5 por cento após
repercussão favorável ao resultado do primeiro trimestre.
O movimento, contudo, era limitado em meio a um ambiente
menos amistoso em outros mercados emergentes, o que contaminava
o pregão brasileiro.
Às 12:36, o Ibovespa subia 0,34 por cento, a 83.569
pontos. Na mínima, o índice caiu 0,65 por cento. O volume
financeiro era de 4,156 bilhões de reais.
Em Wall Street, o S&P 500 revertia as perdas e tinha
alta de 0,9 por cento, mas o dólar seguia se valorizando
frente a outras moedas, incluindo peso mexicano e lira
turca , mas recuava ante o peso argentino após o
banco central daquele país elevar os juros a 40 por cento.
"Há uma cautela geral com emergentes", destacou um trader da
área de gestão de grandes fortunas de um banco estrangeiro em
São Paulo, citando principalmente o movimento de moedas desses
mercados, com preocupações sobre o aumento dos juros nos Estados
Unidos amplificando questões domésticas desses países.
O índice de ações de mercados emergentes MSCI
cedia 0,12 por cento.
Na agenda desta sexta-feira, dados do mercado de trabalho
norte-americano mostraram uma criação de emprego mais branda que
a esperada em abril, mas a taxa de desemprego caiu para a mínima
de quase 17 anos e meio, a 3,9 por cento. A renda média por hora
subiu 0,1 por cento no mês passado.
Na visão de alguns economistas, os números não alteram a
trajetória esperada para a política monetária norte-americana,
com as previsões já contemplando dois aumentos e a possibilidade
de uma terceira alta.
"A bolsa brasileira segue pressionada pela questão dos juros
nos Estados Unidos, mas também incertezas políticas locais",
acrescentou o diretor de renda variável da corretora de
importante banco em São Paulo, citando também fluxo de saída das
ações por parte de estrangeiros.
O último pregão da semana também era marcado pela divulgação
da última prévia do Ibovespa, que passa a vigorar a partir de
segunda-feira, e confirmou as entradas de B2W , CVC
Brasil e Gol .

DESTAQUES
– LOJAS RENNER ON valorizava-se 4,93 por cento,
após reportar alta de 66 por cento no lucro do primeiro
trimestre, com crescimento de mais de 6 por cento nas vendas no
conceito mesmas lojas.

MetaTrader 300×250

– CEMIG PN subia 3,66 por cento, tendo no radar
elevação da sua nota de crédito pela Fitch e eleição de Adézio
de Almeida Lima para presidente do conselho de administração da
elétrica mineira.

– SUZANO ON caía 2,08 por cento, na ponta
negativa. No ano, o papel acumula alta de mais de 100 por cento.

– RD ON perdia 2,94 por cento, também entre as
maiores quedas, após divulgar nesta semana resultado mais fraco
do que as expectativas do mercado. Em 2018, o recuo já alcança
cerca de 30 por cento.

– PETROBRAS PN subia 0,36 por cento e PETROBRAS
ON caía 0,29 por cento, tendo como pano de fundo a
alta do petróleo e noticiário incluindo início de
fase vinculante para venda da refinaria de Pasadena.

– VALE ON tinha elevação de 0,98 por cento,
apesar do recuo dos preços do minério de ferro à vista na China
. A ação superou o Itaú na última prévia do
Ibovespa e agora detém a maior participação no composição do
índice.

– ITAÚ UNIBANCO PN tinha variação positiva de
0,08 por cento, enquanto BRADESCO PN subia 0,85 por
cento.

– BANCO INTER UNIT cedia 5,51 por cento, tendo
recuado mais de 10 por cento na mínima, após liquidaçao do Banco
Neon pelo Banco Central por comprometimento da situação
econômico-financeira e violações às normas legais. Também no
radar estava notícia do blog TecMundo de que dados de clientes
do Inter vazaram. Consultado pela Reuters, o banco disse que foi
vítima de tentativa de extorsão e que imediatamente constatou
que não houve comprometimento da segurança no ambiente externo e
nem dano à sua estrutura tecnológica.

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

(Por Paula Arend Laier; Edição de Gabriela Mello)
(([email protected]; +55 11 5644 7764; Reuters
Messaging: [email protected]))


Assuntos desta notícia