Clicky

MetaTrader 728×90

Por Paula Arend Laier
SÃO PAULO, 16 Mai (Reuters) – O principal índice de ações da
B3 subia nesta quarta-feira, puxado pelas ações de blue chips
como Vale e Petrobras , tendo como pano de
fundo um cenário ainda sem tendência definida no exterior.
Às 10:56, o Ibovespa subia 1,6 por cento, a
86.491,06 pontos. O volume financeiro era de 2,17 bilhões de
reais.
Também no radar estava a decisão do Banco Central, que deve
cortar mais uma vez a taxa básica de juros, para 6,25 por cento
ao ano, conforme expectativas majoritárias no mercado.
De acordo com a equipe da Coinvalores, em nota distribuída a
clientes, tais expectativas estão apoiadas no "quadro
inflacionário benigno e na letargia na recuperação da atividade
econômica doméstica".
"No entanto, há de se ponderar as incertezas tanto do
ambiente interno, sobretudo de natureza política, e também no
cenário internacional que têm impactado sobremaneira a cotação
cambial recentemente. Dessa forma, a comunicação e as
sinalizações da autoridade monetária tendem a ganhar muita
importância para balizar as expectativas dos mercados".
A sessão na bolsa também era marcada pelo vencimento mensal
dos contratos de opções sobre o Ibovespa.

DESTAQUES
– PETROBRAS ON e PETROBRAS PN subiam
2,14 e 1,94 por cento, apesar da queda dos preços do petróleo,
conforme segue o viés benigno com as ações, em meio a
expectativas relacionadas à execução operacional da companhia,
bem como ao acordo sobre a cessão onerosa.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

– VALE tinha alta de 2,1 por cento, favorecida
pela alta do preço do minério de ferro à vista na China
. Os futuros do minério de ferro na China também
subiram, alcançando o patamar mais alto desde março, estimulados
pelo consumo de aço no maior consumidor do mundo.

– ITAÚ UNIBANCO PN avançava 2 por cento, em
sessão positiva para o setor bancário como um todo após perdas
na véspera. BRADESCO PN , que também tem peso
relevante no Ibovespa, valorizava-se 1,8 por cento.

– ESTÁCIO ganhava 5,2 por cento, em movimento de
correção após fortes perdas recentes. Desde a divulgação do
balanço no final de abril até a véspera, a ação acumula recuo de
quase 30 por cento.

– CEMIG PN subia 3,1 por cento, tendo no radar
resultado do primeiro trimestre da estatal mineira de
eletricidade, com lucro líquido de 464,6 milhões de reais, alta
de 35,6 por cento comparação com o resultado do mesmo período de
2017.

– ELETROBRAS PNB e ELETROBRAS ON
cediam 0,8 e 0,4 por cento, respectivamente, com balanço do
primeiro trimestre também de pano de fundo, que mostrou lucro
líquido de 56 milhões de reais, 96 por cento inferior ao lucro
de 1,378 bilhão no mesmo período do ano passado.

– SABESP caía 0,8 por cento, revertendo ganhos da
abertura, conforme o papel segue pressionado pela revisão
tarifária abaixo do esperado e tendo no radar mudança no
comando.

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

(Edição Alberto Alerigi Jr.)
(([email protected]; +55 11 5644 7764; Reuters
Messaging: [email protected]))


Assuntos desta notícia

Join the Conversation