Clicky

Profitchart Pro 728×90

Por Caroline Valetkevitch
NOVA YORK, 12 Out (Reuters) – Os principais índices
acionários dos Estados Unidos recuaram de recentes altas recorde
nesta quinta-feira, com uma queda nas ações da AT&T após a
empresa dizer que perdeu assinantes no último trimestre e com
uma retração dos bancos após resultados do JPMorgan e do
Citigroup.
O índice Dow Jones caiu 0,14 por cento, para fechar a
22.841 pontos. O S&P 500 perdeu 0,17 por cento, a 2.550,9
pontos, enquanto o Nasdaq Composite caiu 0,18 por cento,
para 6.591,5 pontos.
Os maiores índices dos EUA haviam fechado em níveis recordes
na segunda-feira.
O JP Morgan e o Citigroup disseram que fizeram
maiores provisões para perdas com empréstimos em cartões de
crédito no terceiro trimestre, levantando preocupações quanto ao
crédito ao consumidor, mesmo com os dois bancos tendo
apresentado resultados acima das estimativas de analistas.
As ações do JP Morgan caíram 0,9 por cento e as do Citigroup
caíram 3,4 por cento, o que as colocou entre as maiores baixas
do S&P500, enquanto o índice S&P Financials fechou em
queda de 0,7 por cento.
Os resultados dos bancos abriram o período de divulgação de
balanços do setor, que deve ser seguido pelos resultados do Bank
of America e do Wells Fargo na sexta-feira.
A AT&T , dona da DirecTV, pesou sobre o índice S&P 500,
ao cair 6,1 por cento após a empresa dizer que perdeu 90 mil
assinantes de serviços de vídeo nos EUA no terceiro trimestre
devido a uma intensa competição e ao impacto de recentes
furacões.
Outras ações relacionadas também caíram, como a
Comcast , que recuou 3,9 por cento.
O S&P 500 acumula alta de 14 por cento até o momento no ano,
e investidores estão esperançosos de que um crescimento nos
lucros possa ajudar a justificar a valorização.
Analistas esperam que os ganhos das empresas do S&P 500
cresçam 4,4 por cento no terceiro trimestre, segundo dados da
Thomson Reuters. As companhias do S&P 500 apresentaram altas de
dois dígitos nos lucros do primeiro e segundo trimestres.
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7519))
REUTERS LC


Assuntos desta notícia

Join the Conversation