Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

O BNDES lançou nesta quarta-feira (05), o novo sistema de aprovação automática de operações, o on-line. A plataforma integrará, máquina a máquina, os processos automatizados dos agentes financeiros aos do BNDES, proporcionando ganhos de eficiência, de celeridade e de segurança às operações indiretas automáticas, que poderão ser homologadas em segundos. Até então, os prazos médios dos processos internos do BNDES para este tipo de operação chegavam a 30 dias úteis.

O lançamento do BNDES On-Line coincide com a abertura do protocolo do BNDES para o ano agrícola 2017-2018. Nesta primeira fase, o BNDES On-line contempla os programas agropecuários do governo federal, inclusive o Pronaf, sob controle do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Secretaria Especial da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), que tramitavam pela plataforma de processamento de operações denominada Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA). A ferramenta — que digitaliza o relacionamento entre o BNDES e os bancos repassadores de recursos — começa a operar uma semana depois do lançamento do Canal do Desenvolvedor MPME, cujo objetivo é agilizar a outra ponta do processo: a manifestação de interesse em linhas de financiamento do BNDES pelos micro, pequenos e médios empresários.

MetaTrader 300×250

Os programas agropecuários contemplados na primeira fase do BNDES On-Line correspondem a cerca de 50% de todas as operações automáticas do Banco (exceto Cartão BNDES), representando 99% das operações de apoio à agricultura familiar, que somam 88% do valor liberado para o segmento, e 68% de todas as operações para o setor agropecuário (empresarial e familiar). Com esta medida inicial, de imediato, o potencial de projeção para este ano-safra é que trafeguem no BNDES On-line cerca de 80 mil operações, com valor total de aproximadamente R$ 5 bilhões.

Os agentes financeiros credenciados já podem se conectar à nova plataforma, que reduzirá os custos de transação, melhorará o fluxo de informações e garantirá maior confiabilidade. A expectativa é que, até outubro, a quantidade de agentes financeiros conectados à plataforma já responda por 60% do volume das operações agropecuárias. Com a racionalização e automatização de processos, BNDES e agentes poderão alocar seus recursos humanos em tarefas mais complexas, como a formulação de políticas e aferição de efetividade dos financiamentos.

Digitalização e convergência tecnológica

O BNDES On-line é um novo marco na estratégia do banco de fomento rumo à digitalização e à convergência tecnológica, imprimindo maior automaticidade e transparência às suas operações indiretas automáticas. Iniciativas como os apps BNDES MPME e BNDES Agro e o recém-lançado Canal do Desenvolvedor MPME somam-se à nova plataforma no esforço do BNDES para facilitar o acesso ao crédito às MPMEs e ao produtor pural.

Também está em curso um plano de trabalho para a migração das demandas de crédito no âmbito da linha BNDES Progeren, destinada ao financiamento de capital de giro das empresas, para o BNDES On-line. A expectativa é de que em aproximadamente 45 dias o sistema já processe tais demandas de crédito.

Adicionalmente, até o primeiro quadrimestre de 2018, serão incorporadas ao novo sistema outras duas plataformas de processamento de operações: uma voltada a projetos de investimentos — a Ficha Resumo de Operações (FRO) — e outra à aquisição de máquinas e equipamentos (a Proposta de Abertura de Crédito, ou PAC On-line). Assim, o plano é, ainda no 1º semestre de 2018, expandir o BNDES On-line para todas as linhas indiretas automáticas do Banco, alcançando produtos como BNDES FINAME e BNDES Automático.

Operações indiretas

Cerca de 50% dos financiamentos do BNDES são concedidos por meio de operações indiretas, intermediadas por agentes financeiros repassadores dos seus recursos. Isso provê capilaridade à atuação do Banco, permitindo que seus recursos cheguem a beneficiários em todo o território nacional.

Com valor máximo de R$ 20 milhões, as operações indiretas automáticas não precisam passar por avaliação prévia do BNDES. O pedido é recebido e analisado pela instituição financeira credenciada. Caso o crédito seja aprovado, o agente financeiro assume o risco de crédito e solicita ao BNDES a homologação e liberação dos recursos, etapa que está sendo agilizada agora com o BNDES On-Line.


Assuntos desta notícia