Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

O BNDES aprovou financiamento de R$ 8 milhões à Labcor Laboratórios Ltda. para implantação de unidade fabril, no município de Contagem (MG), destinada à produção de próteses biológicas cardiovasculares e vasculares. A operação, no âmbito do Programa BNDES de Apoio ao Desenvolvimento do Complexo Industrial da Saúde (BNDES Profarma), corresponde a 68,7% do investimento total da empresa, de R$ 11,7 milhões.

Além da construção da nova fábrica, o projeto contempla também a aquisição de máquinas e equipamentos nacionais, o que permitirá a expansão da capacidade instalada da empresa e a modernização dos processos produtivos.

MetaTrader 300×250

Empresa inovadora voltada ao desenvolvimento de próteses biológicas cardiovasculares, a Labcor atua no setor de equipamentos e materiais médicos, principalmente no segmento de implantes. Com sede em Belo Horizonte e de porte médio, é uma das poucas companhias que desenvolvem e produzem esse tipo de válvula no Brasil. Atualmente, a Labcor produz cerca de 8 mil válvulas cardíacas e enxertos por ano.

As doenças cardiovasculares englobam uma série de condições no coração ou nos vasos sanguíneos que afetam os sistemas responsáveis pelo ritmo cardíaco, o fluxo sanguíneo e as válvulas cardíacas. O tratamento de muitas dessas condições, de alta complexidade, exige uma série de dispositivos e equipamentos cirúrgicos. Dada a diversidade e complexidade dos procedimentos para tratamento de doenças cardíacas, os equipamentos e dispositivos utilizados possuem características e tecnologias muito distintas.

As próteses biológicas da Labcor são produzidas a partir de válvulas ou tecidos de origem bovina e porcina. Elas se contrapõem às próteses mecânicas, que são fabricadas a partir de materiais manufaturados. Uma das principais vantagens das próteses biológicas é que elas possuem menor risco de formação de coágulos, não sendo necessária a utilização, pelos pacientes, de medicamentos anticoagulantes.

O apoio do BNDES ao projeto contribuirá para o aumento da competitividade da empresa, que também atua no mercado internacional, com exportações de materiais para procedimentos cardiovasculares para a Europa e América Latina.


Assuntos desta notícia