Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

(Texto atualizado com mais informações)
SÃO PAULO, 29 Nov (Reuters) – O Índice Geral de
Preços-Mercado (IGP-M) subiu mais do que o esperado em novembro
e fechou o mês com alta de 0,52 por cento, ante 0,20 por cento
no mês anterior, devido à maior pressão dos preços nos atacado.
O dado divulgado nesta quarta-feira pela Fundação Getulio
Vargas (FGV) ficou acima da expectativa em pesquisa da Reuters
de avanço de 0,45 por cento.
O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a
variação dos preços no atacado e responde por 60 por cento do
indicador geral, encerrou novembro com alta de 0,66 por cento,
contra 0,16 por cento no período anterior.
Dentro do IPA, os Bens Intermediários aceleraram a alta a
1,93 por cento, contra 0,95 por cento antes, com destaque para o
movimento de combustíveis e lubrificantes para a produção.
Os Bens Finais aceleraram a alta a 0,50 por cento, contra
0,39 por cento anteriormente, com destaque para o comportamento
do subgrupo combustíveis para o consumo.
Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), com peso de 30
por cento no IGP-M, subiu 0,28 por cento no mês, repetindo a
mesma taxa registrada em outubro.
A principal contribuição de alta partiu do grupo Habitação,
que subiu 0,77 por cento, ante avanço de 0,31 por cento antes,
dado o comportamento do item tarifa de eletricidade residencial.
O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por sua
vez, acelerou a alta a 0,28 por cento em novembro, de 0,19 por
cento no mês anterior.
O IGP-M é utilizado como referência para a correção de
valores de contratos, como os de aluguel de imóveis.
Veja abaixo a variação dos grupos (em %):

Outubro Novembro
IGP-M +0,20 +0,52

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

IPA +0,16 +0,66
.Estágios
..Bens Finais +0,39 +0,50
..Bens Intermediários +0,95 +1,93
..Matérias Primas Brutas -1,05 -0,68
.Origem
..Produtos Agropecuários +0,76 +0,61
..Produtos Industriais -0,03 +0,68

IPC +0,28 +0,28
.Alimentação +0,18 -0,19
.Habitação +0,31 +0,77
.Vestuário +0,50 -0,32
.Saúde e Cuidados Pessoais +0,33 +0,40
.Educação, Leitura e Recreação +0,34 -0,10
.Transportes +0,15 +0,62
.Despesas Diversas +0,59 -0,03
.Comunicação +0,42 +0,32

INCC +0,19 +0,28
.Materiais, Equipamentos e +0,44 +0,61
Serviços
.Mão de Obra -0,01 0,00

(Por Thaís Freitas; Edição de Camila Moreira)
(([email protected] ; +55 61 3426 7509; Reuters
Messaging: [email protected]))


Assuntos desta notícia