Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

RIO DE JANEIRO, 4 Jun (Reuters) – A Agência Nacional de
Saúde Suplementar (ANS) informou nesta segunda-feira que
suspendeu temporariamente a venda de 31 planos de saúde de 12
operadoras, após reclamações sobre negativas de cobertura e
demora no atendimento, entre outras.
A suspensão abrange planos que cobrem quase 116 mil
beneficiários, que seguirão protegidos e com direito a
assistência regular, mas as operadoras ficam impedidas de voltar
a vender esses planos.A suspensão entra em vigor na
sexta-feira.
A lista inclui as operadoras Good Life (dois planos), Unimed
Norte-Nordeste (sete planos), AMI Assistência Médica Infantil
(três), Associação Auxiliadora das Classes Laboriosas (um), Pame
(três), Gamec (quatro), Ameno (um), Lotus Operadora de Planos
Odontológicos (um), Caixa Seguradora (dois), Quallity Saúde
(um), Santa Casa de Saúde de Sorocaba (cinco), Green Life (um).
A medida da ANS faz parte de um programa de monitoramento da
garantia do atendimento realizado a cada três meses.
"Apesar de alguns casos reiterados, percebemos que em geral
as operadoras têm se esforçado para se manter nas melhores
faixas de classificação", declarou a diretora da ANS Karla
Coelho ao site da ANS.
A Agência anunciou também a reativação, a partir de
sexta-feira, de 33 planos de 16 operadoras que estavam com a
venda de seus produtos suspensas.

(Por Rodrigo Viga Gaier: edição de Aluísio Alves)
(([email protected]; + 55 11 5644-7712;
Reuters Messaging:
[email protected]))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia