Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Contrariando as expectativas, o dólar comercial opera recuado nesta quarta-feira, com a cautela para os rumos das negociações do presidente Michel Temer para avançar com a reforma da Previdência. No cenário externo, o índice DXY segue em queda na bolsa de Futuros em Nova York.

Há pouco, no interbancário, a moeda estava cotada aos R$3,234 para a compra e R$3, 236 para a venda, queda de 0,50%.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

O euro estava em R$3,812 para a compra e R$3,814 para a venda, queda de 0,26%.

A libra estava em R$4,299 para a compra e R$4,302 para a venda, queda de 0,20%.

Fluxo cambial

O fluxo cambial ficou positivo em US$1,399 bilhão na semana encerrada em 17 de novembro. As entradas na conta financeira ficaram em US$1,626 bilhão e as saídas ficaram em US$227 milhões na comercial.

O acumulado de novembro está negativo em US$2,013 bilhões. As entradas no setor comercial somam US$44 milhões e outros US$2,057 bilhões na conta financeira. Os dados são do Banco Central do Brasil e foram apresentados hoje.

No cenário externo, a moeda luta para ganhar força, mas segue contida com os indicadores apresentados hoje e esperando pela ata do Federal Reserve, que será apresentada ainda hoje.

Com isso, crescem as apostas de que o banco central deverá mexer com as taxas de juros em dezembro. De outro lado, o feriado iniciado amanhã com o “Dia de Ação de Graças” e prorrogado com a Black Friday também está na mesa de negócios de Wall Street.

Há pouco, o DXY estava em queda de 0,53% a 93,63. O WSJ, que compara a divisa com 16 outras moedas globais, estava em queda de 0,3% a 86,97.

O euro subia 0,49% beneficiado com o dólar mais fraco a US $ 1,1781, ante US $ 1,1738 no final de terça-feira em Nova York.

A libra britânica estava em alta de 0,44% depois dos dados do orçamento do Reino Unido. A libra comprou $ 1.3277, acima de $ 1.3237 no final da terça-feira.

Entre as moedas digitais, a Bitcoin estava em queda de 1,06%; a Cash estava em alta de 6,69%; e a Ether, queda de 0,30%.


Assuntos desta notícia