Clicky

MetaTrader 728×90

O dólar fechou a semana em ligeira alta de 0,02% na B3, com as notícias positivas no cenário doméstico e, em parte, acompanhando o desempenho dos índices na bolsa de Nova York. Por lá, a moeda segue em ligeira alta com os dados do setor de trabalhos dos Estados Unidos, acima do estimado, e com os salários, abaixo do projetado.

Por aqui, no interbancário, a moeda fechou cotada a R$3,250 para a compra e R$3,251 para a venda, queda de 0,40%.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

O euro ficou em R$3,999 para a compra e R$3,400 para a venda, queda de 0,50%.

A libra ficou em R$4,502 para a compra e R$4,502 para a venda, queda de 0,25%.

Na bolsa de Nova York, o índice DXY, que compara a moeda com mais seis, estava em alta de 0,03% a 90,14. O WSJ, que amplia o comportamento com mais 16 moedas, estava em queda de 0,02% a 83,83.

O euro estava em queda de 0,06% a US$1.2305.

A libra estava em alta de 0,23% a US$1.3844.

Os Estados Unidos geraram 313 mil vagas de trabalho em fevereiro e os salários ficaram, em média, a US$ 26,75 por hora, mas o aumento anual dos salários diminuiu. O aumento de 12 meses no salário caiu para 2,6% em relação a uma revisão de 2,8% em janeiro.

Com esse comportamento, segundo especialistas, o Federal Reserve deverá rever a decisão na próxima reunião do próximo dia 21 sobre as taxas de juros. Os salários mais baixos podem inibir o avanço da inflação esperada pelo banco central, acima de 2%.


Assuntos desta notícia