Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

O dólar comercial fechou a semana em queda de 0,50% acompanhando o cenário externo e nas menores desvalorizações dos últimos dois anos.

Nesta sexta-feira, no interbancário, a moeda ficou cotada a R$3,092 para a compra e R$3,092 para a venda, alta de 0,28%.

Chart Trading 300×250

“O dólar rompeu o patamar dos 3,10 ao longo da semana chegando a casa dos 3,03 na quinta-feira. O otimismo com o cenário local tem prevalecido no mercado desde o início do ano. O bom encaminhamento dos reajustes fiscais tem dado fôlego para o movimento positivo, somente sendo contrariado eventualmente pelos desenvolvimentos da lava-jato que geram cautela nos investidores. No âmbito externo, o bom humor do mercado americano com o novo presidente Donald Trump tem tido solavancos nas últimas semanas, os supostos envolvimentos de membros do seu governo com oficiais russos geraram apreensão e levantaram questionamentos quanto a capacidade do republicano de implementar as medidas que foram bem avaliadas pelo mercado. Culminando na mínima desde 2012 do câmbio, além de alta na bolsa e quedas nas taxas de juros futuras”, disse o gestor da GGR Investimentos, Rogério Storelli.

O euro ficou em R$3,287 para a compra e R$3,288 para a venda, queda de 0,31%.

A libra ficou em R$3,850 para a compra e R$3,851 para a venda, queda de 0,22%.

O peso argentino ficou em R$0,197 para a compra e R$0,197 para a venda, queda de 1,3%.

O Banco Central do Brasil (BCB) atuou nesta sessão em swap cambial tradicional, que equiale a venda de dólares no mercado futuro. A autoridade monetária ofertou 6 mil contratos com vencimentos para março.


Assuntos desta notícia