Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

SÃO PAULO, 3 Mai (Reuters) – O colegiado da Comissão de
Valores Mobiliários (CVM) decidiu acatar parcialmente um recurso
da chinesa State Grid STGRD.UL contra uma decisão de sua área
técnica que havia determinado um preço mínimo a ser praticado
pela empresa em uma oferta pública para aquisição (OPA) das
ações de sua controlada CPFL Renováveis CPRE3.SA .
A Superintendência de Registro de Valores Mobiliários (SRE)
da CVM havia concluído que o preço por ação sugerido pela State
Grid pela fatia dos minoritários na CPFL Renováveis, de 12,20
reais por ação, deveria ser aumentado para no mínimo 16,69
reais, após uma queixa impetrada pelos acionistas. urn:newsml:reuters.com:*:nL2N1QB0U7
O colegiado, no entanto, decidiu "reformar a decisão da SRE
no tocante à determinação de um patamar de preço mínimo a ser
praticado na OPA", segundo ata da reunião de diretoria da CVM,
divulgada na noite de quarta-feira.
O colegiado da CVM também decidiu manter a determinação da
área técnica de que a demonstração justificada de preço da State
Grid pela CPFL Renováveis seja reapresentada, com ajustes.

(Por Luciano Costa
Edição de Raquel Stenzel)
(([email protected]; 5511 5644 7519;
Reuters Messaging: [email protected]
– Twitter: @AnaliseEnergia))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia