Clicky

Chart Trading 728×90

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central iniciou hoje reunião de dois dias para definir a taxa básica de juros, a Selic. A reunião é a segunda sob o comando do presidente, Ilan Goldfajn. A taxa básica de juros do País está em 14,25% ao ano

Para o Diretor Executivo de Estudos e Pesquisas Econômicas da Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (ANEFAC), Miguel José Ribeiro de Oliveira, não haverá aumento novamente e a mesma deverá ser mantida em 14,25%. “Mas caso o BC resolva pôr uma elevação na taxa básica de juros por conta da inflação, ainda elevada e acima do teto da meta determinada, seja qual for esta elevação da Selic, bem como uma eventual redução da taxa básica de juros, a mesma pouco impacto terá nas taxas de juros das operações de crédito”, explica Oliveira.

Profitchart Pro 300×250

Para o executivo, considerando todas as elevações ocorridas desde março de 2013, quando o BC começou a elevar a taxa, as mesmas já causam grande impacto nos juros das operações de crédito, uma vez que foram elevadas em patamares bem superiores à elevação da SELIC.

A entidade fez cinco simulações demonstrando os efeitos de uma eventual elevação ou redução da Selic, considerando:

Simulações com a elevação da SELIC de 14,25% ao ano para 14,50% ao ano (elevação de 0,25 ponto percentual);

Simulações com a elevação da SELIC de 14,25% ao ano para 14,75% ao ano (elevação de 0,50 ponto percentual);

Simulação demonstrando todo o impacto ocorrido nas taxas de juros das operações de crédito no período de março/2013 a julho/2016, período este que o Banco Central elevou a SELIC de 7,25% ao ano para 14,25% ao ano, elevação de 7,00 pontos percentuais;

Simulações com a redução da SELIC de 14,25% ao ano para 14,00% ao ano (redução de 0,25 ponto percentual);

Simulações com a redução da SELIC de 14,25% ao ano para 13,75% ao ano (redução de 0,50 ponto percentual).

Também três simulações demonstrando como ficarão os rendimentos da Poupança X Fundos de Renda Fixa com a taxa básica de juros, considerando:
-Como ficarão os rendimentos com a SELIC sendo mantida em 14,25% ao ano;
-Como ficarão os rendimentos com a SELIC sendo elevada de 14,25% ao ano para 14,50% ao ano;
-Como ficarão os rendimentos com a SELIC sendo elevada de 14,25% ao ano para 14,75% ao ano.

Todas as respostas será obtidas depois da 6 da tarde desta quarta-feira (31), já que a autoridade monetária fez alterações nas divulgações, tanto do comunicado quanto da ata da reunião.

Detalhes sobre as simulações da ANEFAC: www.anefac.com.br


Assuntos desta notícia