Clicky

Chart Trading 728×90

BERLIM, 11 Out (Reuters) – O consumo doméstico robusto na
Alemanha fará com que as importações superem as exportações
neste ano e no próximo, informou o Ministério da Economia nesta
quarta-feira, prevendo que o comércio não contribuirá para o
crescimento.
O ministério disse esperar que a maior economia da Europa
cresça 2 por cento neste ano, muito mais do que a previsão
anterior de 1,5 por cento e a taxa mais forte desde 2011.
O ministério também elevou a previsão de crescimento para o
próximo ano para 1,9 por cento, ante 1,6 por cento em abril. As
projeções não são ajustadas para dias úteis.
"Dada a demanda doméstica dinâmica, as importações crescerão
um pouco mais do que as exportações em 2017 e 2018", informou o
ministério em um comunicado apresentando as previsões
atualizadas.
"Como tal, esse saldo não fornecerá neste período
absolutamente nenhuma contribuição para o crescimento",
acrescentou.
O ministério também informou que os preços ao consumidor vão
subir 1,8 por cento neste ano e 1,6 por cento em 2018,
destacando a crescente batalha que o BCE enfrenta para
impulsionar a taxa de inflação no bloco de moeda única para a
meta de cerca 2 por cento.
(Por Joseph Nasr e Michael Nienaber)
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7509))
REUTERS TF CMO


Assuntos desta notícia

Join the Conversation