Clicky

MetaTrader 728×90

SÃO PAULO, 13 Abr (Reuters) – A produção brasileira de milho
deverá totalizar 88,9 milhões de toneladas na temporada 2017/18,
com retração de 17,6 por cento sobre a safra recorde no ciclo
anterior, de 107,9 milhões de toneladas, segundo relatório
divulgado nesta sexta-feira pela consultoria Safras & Mercado.
A queda ocorre em meio a uma retração de 12,5 por cento na
área plantada, que ocuparia 16,145 milhões de hectares.
O levantamento projeta rendimento médio de 5,510 toneladas
por hectare, versus 5,846 toneladas por hectare na safra
passada.
A primeira safra no centro-sul, em período de colheita,
deverá atingir 24,1 milhões de toneladas, com um recuo de 27 por
cento na comparação anual. A área deverá passar de 5,306 milhões
para 4,086 milhões de hectares, com preços menores na época de
plantio levando muitos produtores a optarem pela soja.
O levantamento indica semeadura de 10,625 milhões de
hectares na segunda safra, também chamada de safrinha, queda de
7,5 por cento na comparação anual, disse a consultoria.
Com rendimento de 5.508 quilos por hectare, a produção da
safrinha no centro-sul está estimada em 58,525 milhões de
toneladas, 13,1 por cento abaixo de 2016/17, quando as condições
climáticas foram mais favoráveis, inclusive permitindo um
plantio dentro de uma janela com maior potencial produtivo.
A Safras indica ainda produção de 6,333 milhões de toneladas
para as regiões Norte e Nordeste, versus 7,267 milhões
produzidas no ano anterior.

(Por Roberto Samora
Edição de José Roberto Gomes)
(([email protected] 5511 5644 7751 Reuters
Messaging: [email protected]))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia