Clicky

Profitchart Pro 728×90

SÃO PAULO, 11 Out (Reuters) – A confiança do consumidor do
Brasil atingiu em outubro o maior nível em quase dois anos e
meio diante da melhora das expectativas e da percepção sobre o
emprego, de acordo com o indicador da Thomson Reuters/Ipsos
divulgado nesta quarta-feira.
O Índice Primário de Sentimento do Consumidor (PCSI, na
sigla em inglês) registrou alta de 1,3 ponto em outubro na
comparação com o mês anterior e chegou a 41,7 pontos. É o nível
mais alto desde os 42,2 pontos atingidos em maio de 2015.
A principal influência para o resultado do mês foi o
subíndice que avalia as expectativas, com aumento de 4,3 pontos,
chegando a 65 pontos. Também apresentou avanço o quesito que
mede o mercado de trabalho, de 1,2 ponto, para 31,7 pontos.
Por outro lado, a avaliação sobre as condições atuais
apresentou recuo de 0,5 ponto, para 31,8 pontos, enquanto o
subíndice de investimento caiu 0,3 ponto, para 42 pontos.
Em setembro, a confiança do consumidor apurada pela Fundação
Getulio Vargas (FGV) voltou a subir após três quedas seguidas
diante da melhora da percepção sobre o mercado de trabalho,
embora ainda haja cautela.

(Por Camila Moreira; Edição de Patrícia Duarte)
(([email protected]; 55 11 5644-7729; Reuters
Messaging: [email protected]))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation