Clicky

Profitchart Pro 728×90

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) da FGV/IBRE recuou 2,9 pontos em junho, ao passar de 88,6 para 85,7 pontos, retornando assim ao nível de março passado. Apesar da queda, o indicador de média móvel trimestral ficou estável em relação a maio, sustentado pelas altas dos meses anteriores. Os números foram apresentados hoje.

“A redução da confiança do comércio em junho foi bastante influenciada pelo aumento da incerteza a partir de 17 de maio. Mas houve, além disso, piora da percepção das empresas em relação ao nível atual da demanda, sugerindo uma leitura pouco favorável da atual conjuntura. Ainda assim, sustentados pela melhora das vendas após a liberação de recursos de contas inativas do FGTS e pelo otimismo com a tendência de queda dos juros, as expectativas dos revendedores de duráveis mantiveram em junho a fase ascendente”, avalia Aloisio Campelo Jr., Superintendente de Estatísticas Públicas da FGV/IBRE.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

A queda do ICOM em junho ocorreu em 8 dos 13 segmentos pesquisados e foi determinada tanto pela piora no Índice de Situação Atual (ISA-COM), que recuou 3,3 pontos, para 79,6 pontos, quanto pelo Índice de Expectativas (IE-COM), que caiu 2,4 pontos, para 92,4 pontos.

Expectativas de revendedores de duráveis mantêm tendência de alta. Este comportamento, no entanto, não foi homogêneo entre os diferentes segmentos do setor. O Índice de Expectativas dos revendedores de bens duráveis subiu 0,5 ponto no mês, mantendo a tendência de alta iniciada em janeiro da série de médias móveis trimestrais. Já o IE-COM dos revendedores de não duráveis, caiu 4,4 pontos no mês, intensificando a tendência esboçada no mês anterior. A aproximação do indicador de expectativas de duráveis dos 100 pontos parece estar ligada tanto a uma efetiva melhora das vendas a partir de março quanto a um otimismo com a manutenção da tendência de redução dos juros e da consequente melhora das condições creditícias no país.

A edição de junho de 2017 coletou informações de 1.139 empresas entre os dias 01 e 23 deste mês. A próxima divulgação da Sondagem do Comércio ocorrerá em 26 de julho de 2017.


Assuntos desta notícia