Clicky

mm black 728

A pesquisa do IBGE divulgada nesta terça-feira, mostra que em abril,na série com ajuste sazonal, o comércio varejista nacional apresentou variações positivas de 0,5% em volume de vendas e de 1,2% para receita nominal. O resultado de abril veio após recuo no volume e na receita nominal de 0,9% e de 0,2%, respectivamente, em março. Com isso, a variação da média móvel trimestral registrou acréscimo de 0,3% para o volume de vendas, após sequência de quatro meses em queda, e de 0,9% para a receita nominal.

Na série sem ajuste sazonal, em relação a abril de 2015, o volume de vendas do varejo recuou 6,7%, 13º taxa negativa consecutiva nesse tipo de comparação. Com isso, o varejo acumulou queda de 6,9% nos quatro primeiros meses do ano. Já o acumulado nos últimos 12 meses, com recuo de 6,1%, mantém a trajetória descendente iniciada em julho de 2014.

300×250 4 reais

Para a receita nominal de vendas, as taxas prosseguem com variações positivas: 5,2% frente a abril de 2015, 4,8% no acumulado no ano e de 3,2 % nos últimos 12 meses.

Para o comércio varejista ampliado (varejo e mais as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção), a variação em relação a março de 2016 foi de -1,4% para o volume de vendas e de -0,4% para a receita nominal, ambas na série com ajuste sazonal. Em relação a abril de 2015, o volume de vendas recuou 9,1% e a receita nominal recuou 0,4%. No que tange às taxas acumuladas, as variações foram de -9,3% no ano e de -9,7% nos últimos 12 meses para o volume de vendas. Já para receita nominal, as taxas foram de -0,6% e -2,0%, respectivamente.


Assuntos desta notícia