Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

SÃO PAULO, 6 Jun (Reuters) – O diretor de Política Monetária
do Banco Central, Reinaldo Le Grazie, reafirmou nesta
quarta-feira que os impactos de choques externos na política
monetária são limitados aos efeitos secundários na inflação e
que eles podem ser mitigados pela ociosidade na economia e
expectativas de inflação.
"O Banco Central reitera que eventuais impactos de choques
externos sobre a política monetária são delimitados por seus
efeitos secundários sobre a inflação (ou seja, pela propagação a
preços da economia não diretamente afetados pelo choque)",
afirmou Le Grazie durante audiência na CPI dos Cartões de
Crédito, no Congresso Nacional.
"Esses efeitos tendem a ser mitigados pelo grau de
ociosidade na economia e pelas expectativas e projeções de
inflação ancoradas nas metas", acrescentou.
A fala do diretor vem em meio à escalada do dólar, que nesta
sessão chegou a encostar no patamar de 3,85 reais, diante dos
temores dos investidores com as cenas política e fiscal do país.
O BC tem atuado diariamente no câmbio há três semanas por
meio de leilões de swaps cambiais tradicionais, mas não tem
evitado a disparada do dólar.

(Por Patrícia Duarte; Edição de Claudia Violante)
(([email protected]; +55 11 5644-7732; Reuters
Messaging: [email protected]))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia