Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

PEQUIM/XANGAI, 24 Nov (Reuters) – A China informou nesta
sexta-feira que cortará as tarifas de importação sobre produtos
ao consumidor que vão de carnes a desodorantes e roupas, como
parte de uma iniciativa para reduzir custos e ajudar a estimular
os gastos dos consumidores internamente.
A medida, que entra em vigor em 1 de dezembro, promoverá
fortes cortes nas tarifas de importação de 187 produtos
importados. Altas taxas sobre importações têm tradicionalmente
elevado o preços de marcas estrangeiras na China e levado os
consumidores a gastar mais no exterior.
Após o corte, as tarifas sobre os produtos ao consumidor
–que incluem alimentos, suplementos de saúde, produtos
farmacêuticos e recreacionais e vestuário– será em média de 7,7
por cento, contra os atuais 17,3 por cento, informou o
Ministério das Finanças em seu site.
"As exigências de consumo das pessoas estão aumentando",
disse o ministério. "(Os cortes de impostos) vão beneficiar as
escolhas disponíveis aos consumidores internamente, e ajudará a
melhorar o sistema de oferta doméstico".
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7729))
REUTERS CMO


Assuntos desta notícia