Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

PEQUIM, 14 Mai (Reuters) – A alfândega da China confirmou
nesta segunda-feira que Pequim ampliou inspeções sobre
exportações de carne suína dos Estados Unidos, conforme
comunicado, confirmando informação publicada pela Reuters na
semana passada.
Segundo o texto, a decisão foi tomada após o país ter
encontrado problemas recentes em importações de carne suína dos
EUA.
A alfândega não decidiu implementar passos adicionais sobre
outros produtos agrícolas dos EUA e dá tratamento igual à
inspeção de produtos agrícolas de todos os países, afirma o
comunicado.
Segundo reportagem da Reuters na semana passada, as medidas
tomadas pela China atingiram também a chinesa WH Group
, maior companhia de carne suína do mundo e
controladora da Smithfield Foods nos EUA.
Luis Chein, um diretor na WH Group, afirmou na ocasião à
Reuters que os portos chineses estão abrindo e inspecionando
cada carga que chega ao país. A WH Group é a maior importadora
chinesa de carne suína dos EUA.
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447753))
REUTERS AAJ JRG


Assuntos desta notícia

Join the Conversation