Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

SÃO PAULO, 1 Dez (Reuters) – O Conselho Administrativo de
Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a aquisição da
Amyris Brasil, do grupo de biotecnologia Amyris Inc, pela
empresa de saúde e nutrição DSM, conforme despacho publicado no
Diário Oficial da União desta sexta-feira.
No texto, o Cade diz que a DSM comprará os ativos da Amyris
Brasil, incluindo instalações em Brotas (SP) e ativos atualmente
utilizados para fabricar e vender farneseno, uma molécula de
hidrocarboneto extraída da cana, que pode ser transformada em
vários produtos, para fabricar os óleos básicos utilizados nos
lubrificantes.
Ainda segundo o Cade, as companhias apresentam, "como
justificativa estratégica da operação, a redução dos custos de
produção do insumo, o que permitirá a ampliação de sua
utilização na fabricação de produtos que o tenham como base a
expansão do mercado e o estabelecimento de melhores prática
relativas à produção do farneseno".
Em seu parecer, o órgão antitruste disse que o negócio
jurídico "consiste na substituição do atual player do mercado
(Amyris) por uma nova entidade (DSM), não gerando sobreposição
horizontal ou integração vertical".
Nesse sentido, o Cade comentou que o negócio não gera
efeitos anticoncorrenciais no mercado brasileiro de
biotecnologia.

(Por José Roberto Gomes; Edição de Maria Pia Palermo)
(([email protected]; 55 11 5644 7762; Reuters
Messaging: [email protected]))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia