Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

2 Mai (Reuters) – A operadora de commodities agrícolas Bunge
relatou prejuízo no primeiro trimestre de 2018, em
comparação com um lucro no mesmo período do ano passado, mas
disse que espera um crescimento "significativo" nos ganhos este
ano graças a margens maiores no esmagamento de soja.
As margens de lucro da companhia norte-americana no negócio
de esmagamento de soja melhoraram, em parte porque a seca
reduziu as colheitas na Argentina, o maior exportador mundial de
farelo e óleo de soja, ajudando a elevar os preços da
oleaginosa.
"Vimos uma mudança dramática no ambiente global do mercado
de esmagamento de soja, já que as margens se expandiram
significativamente em relação aos níveis de 2017", disse o
presidente-executivo da Bunge, Soren Schroder.
A Bunge, com sede em White Plains, que foi alvo de uma
fracassada oferta de aquisição da rival maior Archer Daniels
Midland , registrou um prejuízo líquido de 29 milhões de
dólares nos três meses encerrados em 31 de março, comparado a um
lucro de 39 milhões de dólares no mesmo período do ano anterior.
A perda refletiu um encargo de 120 milhões de dólares devido
à desvalorização de alguns contratos de processamento de
oleaginosas.
Excluindo itens extraordinários, a Bunge registrou uma perda
de 6 centavos por ação.
As vendas líquidas caíram 4,3 por cento, para 10,64 bilhões
de dólares.
A Archer Daniels Midland anunciou na terça-feira um aumento
de 16 por cento no lucro trimestral, impulsionado por melhores
resultados em seus negócios de soja.
(Por Uday Sampath em Bangalore e Tom Polansek em Chicago)
((Tradução Redação São Paulo 55 11 56447751))
REUTERS RS LC


Assuntos desta notícia