Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

LONDRES, 10 Out (Reuters) – Os mercados acionários europeus
rondavam a estabilidade nesta terça-feira após uma sessão com
leves quedas em Wall Street, com as ações mostrando fadiga após
uma série de máximas recordes.
Às 8:11 (horário de Brasília), o índice FTSEEurofirst 300
caía 0,02 por cento, a 1.533 pontos, enquanto o índice
pan-europeu STOXX 600 perdia 0,01 por cento, a 390
pontos, mantendo-se perto das máximas em três meses depois que o
índice de ações globais MSCI atingiu novo recorde mais cedo na
sessão.
Os fortes resultados do grupo de luxo LVMH davam alguma
sustentação às ações em todo o setor de bens de consumo.
O IBEX da Espanha tinha as maiores perdas, com os
investidores aguardando o discurso do líder da independência
Catalã, Carles Puigdemont, para o parlamento regional às 13h
(horário de Brasília), após o fechamento do mercado europeu.
Os estrategistas do UBS disseram esperar uma performance
fraca "limitada" das ações espanholas, acrescentando que a queda
acentuada do IBEX na semana passada foi em grande parte devido
ao forte peso dos setores financeiro, de telecomunicações e de
serviços públicos, que são especialmente sensíveis às questões
domésticas.
A LVMH deu início à temporada de resultados do
terceiro trimestre, impulsionando os setores de luxo e de
consumo depois de resultados robustos.
As ações do maior grupo de luxo do mundo subiam 2,2 por
cento, depois de a empresa superar as previsões de vendas e de
receita no terceiro trimestre.
. Em LONDRES, o índice Financial Times avançava 0,18
por cento, a 7.521 pontos.
. Em FRANKFURT, o índice DAX caía 0,07 por cento, a
12.967 pontos.
. Em PARIS, o índice CAC-40 perdia 0,00 por cento, a
5.365 pontos.
. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha desvalorização
de 0,38 por cento, a 22.391 pontos.
. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava baixa de
0,91 por cento, a 10.142 pontos.
. Em LISBOA, o índice PSI20 valorizava-se 0,46 por
cento, a 5.436 pontos.
(Por Helen Reid)
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7509))
REUTERS TF CMO


Assuntos desta notícia