Clicky

mm bolsa 728

Os mercados acionários globais seguem para cima nesta terça-feira, com as prévias de indicadores da Europa, Estados Unidos e Ásia, mesmo com os preços do petróleo no negativo.

Por aqui, as articulações políticas prosseguem em Brasília com o aumento das expectativas para o início dos trabalhos no processo de Impeachment de Dilma Rousseff.

300×250 4 reais

A Bovespa recupera os ganhos neste pregão, depois de uma forte queda de 2,23% nas negociações de ontem. Os negociadores pegaram carona com os preços do petróleo e dos preços dos metais.

Há pouco, o Ibovespa estava em alta de 0,82% aos 58.257 pontos. O giro financeiro seguia para R$1,5 bilhão.

Na outra ponta, o dólar comercial seguia aos R$3,206 para a compra e R$3,207 para a venda, alta de 0,20%.

O Banco Central ofertou em mais um leilão de swap cambial reverso mais 10 mil contratos. Foram negociados 300 contratos para 01 de setembro, 2.700 para 03 de outubro, 4.000 para 01 de novembro, e 3.000 para 02 de janeiro.

ÁSIA

As ações asiáticas ficaram sem direção nesta terça-feira, com as ações de cuidados de saúde e consumo para cima. Na contramão ficaram as energéticas, com os preços do petróleo para baixo e refletindo no mercado do Japão.

Os investidores estão à espera do discurso da presidente do Federal Reserve Janet Yellen ainda esta semana em Jackson Hole, Wyoming.

Os comentários hawkish do vice-presidente do Fed, Stanley Fischer, e do presidente do Fed de Nova York, William Dudley, também seguiram nas análises dos negociadores.

Em Hong Kong, o Índice MSCI Asia Pacific subiu 0,1% para ficar aos 139,11 pontos e o Hang Seng ficou estável aos 22.998 pontos. Na China, o índice SSE Composite, da bolsa de Xangai ficou em alta de 0,16% aos 3.089 pontos. Na Índia, o índice BSE da bolsa de Bombai ficou em alta de 0,02% aos 27.990 pontos. E no Japão, o índice Nikkei da bolsa de Tóquio fechou queda de 0,61% aos 16.497 pontos.

A prévia do PMI de Manufatura do Japão estava em 49,6 nas primeiras semanas de agosto, ante os 49,3 de julho. O indicador mostra apenas uma ligeira deterioração da saúde do setor, que foi o mais fraco entre os últimos seis meses e na sequência de declínio.

A prévia para o indicador de Saída do setor Manufatureiro do Japão estava em 50,6, ante os 49,4 de julho. Este destaque é o primeiro aumento marginal desde fevereiro e foi mostrado hoje pelo Markit.

EUROPA

As bolsas europeias operam em alta nesta terça-feira, com os indicadores da região. Na Itália, o índice principal da bolsa de Milão segue recuado com os bancos e cenário político.

Faltando poucas horas para o fechamento, em Milão, o índice FTSE-MIB despencava 3,69% aos 15.330 pontos. Em Madri, o índice Ibex 35 estava em alta de 1,57% aos 8.601 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 subia 1,04% aos 4.435 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX 30 subia 1,19% aos 10.619 pontos. Em Londres, o índice FTSE-100 subia 0,71% aos 6.876 pontos. E, em Lisboa, o índice PSI-20 subia 0,07% aos 5.193 pontos.

A prévia do PMI Composto da Eurozona para as primeiras semanas de agosto estava em 53,3, ante os 53,2 de julho. São sete meses em alta.

A prévia do Índice PMI da Atividade de Serviços da Eurozona estava em 53,1 nas primeiras semanas de agosto, ante os 52,9 de julho. São três meses de alta.

A prévia do PMI para o setor de Manufaturados estava em 51,8, em agosto, ante os 52,0 de julho. São três meses de baixa.

A prévia do PMI de Saída do setor de Manufaturados da Eurozona estava em 54,0 nas primeiras semanas de agosto, ante os 53,9 de julho. São oito meses de alta e todos os dados são do Markit Economics, coletados até o último dia 12 e apresentados nesta terça-feira.

Já para a Alemanha, a principal economia da Europa, a prévia do PMI Composto estava em 54,4 ante os 55,3 de julho. São dois meses de baixa.

A prévia do PMI da Atividade de Serviços estava em 53,3 para agosto, ante os 54,4 de julho. São 15 meses de baixa.

A prévia do PMI do setor de Manufaturados para as primeiras semanas de agosto estava em 53,6, ante os 53,8 de julho. São três meses de queda.

A prévia do PMI de Saída para os Manufaturados estava em 56,6, em agosto, ante os 57,0 de julho. São dois meses recuados.

Para a França, a prévia do PMI Composto de Saída estava em 51,6, nas primeiras semanas de agosto, ante os 50,1 de julho. São 10 meses de alta

A prévia do PMI para a Atividade de Serviços estava em 52,0, em agosto, ante os 50,5 de julho. São 10 meses de alta.

O PMI de Saída para o setor de Manufaturados na prévia para as primeiras semanas de agosto estava em 50,0, ante os 48,8 de julho. São cinco meses de alta.

A prévia do PMI do setor de Manufaturados estava em 48,5, em agosto, ante os 48,6 de julho. São dois meses de baixa.

ESTADOS UNIDOS

Os índices de peso em Wall Street operam no azul nesta terça-feira, com os investidores esperando pela apresentação da presidente do Federal Reserve Janet Yellen em Jackson Hole, Wyoming, nesta sexta-feira no evento do banco central dos Estados Unidos.

O simpósio anual do Fed é usado muitas vezes pelos membros do banco para declarações importantes sobre a política monetária norte-americana.

Há pouco, Dow Jones estava em alta de 0,36% aos 18.596 pontos; o S&P estava em alta de 0,43% aos 2.192 pontos; e Nasdaq estava em alta de 0,51% aos 5.271 pontos.

Na bolsa de Nova York, o petróleo bruto recuava 0,67% aos US$47,74. A onça do ouro seguia em alta de 0,25% a US$1,346,80.

A prévia, ajustada sazonal, para o PMI de Manufaturados – Gerentes de Compras- para os Estados Unidos estava em 52,1 nas primeiras semanas de agosto, ante alta de nove meses de julho de 52,9.*

Commodities

O preço do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em setembro abriu nesta terça-feira em baixa de 0,78% (- US$ 0,37), aos US$ 47,04 o barril na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex).

O barril de petróleo Brent para entrega em outubro abriu nesta terça-feira no mercado de futuros de Londres em baixa de 0,81%, cotado a US$ 48,76.

Os preços seguem recuados com a possibilidade de aumento das produções no Iraque e na Nigéria. Além disso, nesta quarta-feira (24), a Agência de Energia dos Estados Unidos anuncia os estoques da commoditie referente a semana encerrada no dia 12.

O minério de ferro fechou em alta de 0,85% no porto de Qingdao aos US$61,72 a tonelada.

*Informações completas no BOLETIM DE FECHAMENTO


Assuntos desta notícia