Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

SÃO PAULO, 9 Nov (Reuters) – O Banco Nacional de
Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) avaliou as seis
distribuidoras de eletricidade da Eletrobras que
serão privatizadas pela companhia em 2018 em 10,2 bilhões de
reais, ante dívidas líquidas de 20,8 bilhões de reais das
concessionárias, segundo comunicado do banco nesta quarta-feira.
O BNDES disse que a Eletrobras terá que "realizar ajustes
financeiros, contratuais e societários prévios nas empresas"
para vendê-las em leilão no ano que vem, por um preço simbólico
fixado em 50 mil reais para cada uma. A licitação tem previsão
de realização no primeiro quadrimestre de 2018.
O Conselho do Programa de Parcerias de Investimento (CPPI)
da Presidência da República publicou no Diário Oficial desta
quinta-feira resolução que aprova e define as regras básicas do
processo de desestatização de seis distribuidoras da Eletrobras
das regiões Norte e Nordeste, conforme antecipado pela Reuters
na véspera.
Para a elaboração da resolução, o CPPI baseou-se nos estudos
liderados pelo BNDES e desenvolvidos pelo Consórcio Mais Energia
B (PwC Brasil, Strategy&, Siglasul e Loeser e Portela Advogados
Associados).

(Por Luciano Costa; edição de Roberto Samora)
(([email protected]; 5511 5644 7519;
Reuters Messaging: [email protected]
– Twitter: @AnaliseEnergia))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation