Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

SÃO PAULO, 12 Jun (Reuters) – A Biosev , segunda
maior processadora de cana do mundo, anunciou nesta terça-feira
que fechou o ano safra 2017/18 com recorde de moagem de 32,7
milhões de toneladas, enquanto teve prejuízo no período de 1,3
bilhão de reais, com impacto da variação cambial sobre a dívida
em moeda estrangeira.
O prejuízo no ano também foi resultado de redução no valor
justo do ativo biológico e de itens não recorrentes, levando a
empresa a registrar um resultado ainda pior do que as perdas de
600,4 milhões de reais da temporada anterior.
No último trimestre da temporada 17/18, as perdas somaram
446,7 milhões de reais.
A companhia ressaltou, contudo, que encerrou a safra 17/18
com resultado operacional positivo, reflexo das melhorias
implementadas na gestão agrícola e industrial, e com uma nova
condição patrimonial e financeira.
No período, a empresa controlada pela Louis Dreyfus Group
anunciou uma extensão e renovação de parte majoritária do
endividamento bancário no montante de 3,7 bilhões de reais e
aumento de capital no valor total de 3,5 bilhões de reais. A
operação reduziu a alavancagem financeira de 3,5 vezes para 2,1
vezes.
Dentre os resultados operacionais, a empresa destacou o
volume de produção, medido pelo ATR Produto, que cresceu 5,9 por
cento em relação à safra passada e chegou a 4,2 milhões de
toneladas.
A receita líquida na safra 17/18, excluindo os efeitos
contábeis da dívida em moeda estrangeira, atingiu 7,3 bilhões de
reais, aumento de 2,4 por cento em relação à safra 16/17.
((Redação São Paulo 55 11 56447751))
REUTERS RS MPP


Assuntos desta notícia

Join the Conversation