Clicky

MetaTrader 728×90

MUMBAI, 6 Dez (Reuters) – O Banco Central da Índia manteve
sua taxa de juros nesta quarta-feira, conforme esperado, depois
que a inflação acelerou para a máxima de sete meses e que o
crescimento econômico mais forte reduziu a necessidade de
estímulo monetário.
Dos 54 analistas entrevistados em pesquisa da Reuters, 52
previram que a taxa de recompra seria mantida pela
segunda reunião consecutiva em 6,0 por cento, o nível mais baixo
desde novembro de 2010.
O banco central também manteve a taxa de recompra reversa
em 5,75 por cento.
As decisões desta quarta-feira eram amplamente esperadas
depois que a taxa anual de inflação ao consumidor
subiu em outubro para 3,58 por cento, impulsionada pelos preços
mais altos dos alimentos e do petróleo. O número ainda é baixo
para os padrões indianos, mas não está muito longe da meta do
banco central de 4 por cento.
O banco central manteve sua posição de política monetária
"neutra", o que pode deixar a porta aberta para uma mudança nas
taxas de juros na próxima reunião, em fevereiro. O banco central
disse que vai acompanhar o crescimento econômico e os dados da
inflação, acrescentando que os riscos para ambos estão
"equilibrados".
(Por Swati Bhat e Suvashree Dey Choudhury)
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7509))
REUTERS TF CMO


Assuntos desta notícia

Join the Conversation