Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

PEQUIM (Reuters) – As exportações e importações da China aceleraram inesperadamente no mês passado, sinal encorajador para a segunda maior economia do mundo, embora analistas esperem que o crescimento desacelere em meio à ação do governo sobre riscos financeiros e fábricas poluidoras.

As exportações em novembro aumentaram 12,3 por cento sobre um ano antes, ritmo mais rápido em oito meses, lideradas por fortes vendas de produtos eletrônicos e alta tecnologia, enquanto as compras de commodities ajudaram a levantar as importações.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

O número bateu a previsão de analistas de aumento de 5 por cento e foi bem melhor que a expansão de 6,9 por cento em outubro.

As importações cresceram 17,7 por cento na mesma base de comparação, informou a Administração Geral das Alfândegas nesta sexta-feira, bem acima das expectativas de crescimento de 11,3 por cento.

Com isso, o saldo da balança comercial do país ficou positivo em 40,21 bilhões de dólares no mês passado, contra estimativa em pesquisa Reuters de 35 bilhões de dólares.
OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20171208T093324+0000


Assuntos desta notícia