Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

SÃO PAULO, 1 Jun (Reuters) – A companhia aérea Azul
anunciou nesta sexta-feira a venda de seis jatos
E-195, fabricados pela Embraer , que serão
substituídos por aeronaves A320neo da Airbus , em uma
operação que gerará uma perda contábil não recorrente e impacto
no caixa do segundo trimestre.
A mudança para as aeronaves da Airbus, com 56 assentos
adicionais comparado aos jatos da Embraer, vai resultar em uma
"redução do custo por assento de aproximadamente 29 por cento em
rotas domésticas de maior alcance", informou a companhia aérea
em comunicado.
As aeronaves E-195 estavam estacionadas desde o primeiro
trimestre de 2018 para serem preparadas para serem vendidas.
"O plano de frota da Azul anunciado em março de 2018
continua inalterado. A companhia espera encerrar o ano com uma
frota operacional de 124 aeronaves que consistem em 63 E-Jets,
33 ATRs, 20 A320neos e 8 A330s", acrescentou.
Como consequência da venda e substituição das seis
aeronaves, no primeiro trimestre pro-forma a dívida da Azul
teria sido reduzida em aproximadamente 244 milhões de reais, o
caixa teria aumento líquido 55 milhões de reais e a alavancagem
em termos de dívida ajustada por Ebitdar (juros antes de juros,
impostos, depreciação, amortização e aluguel) seria 3,8 vezes,
segundo o comunicado.

(Por Raquel Stenzel
Edição de Gabriela Mello)
(([email protected]; +55 11 56447719; Reuters
Messaging: [email protected]))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia