Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

(Texto atualizado com mais detalhes)
Por Steve Holland e Christophe Van der Perre
CINGAPURA, 11 Jun (Reuters) – O presidente dos Estados
Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira que sua cúpula
histórica em Cingapura com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong
Un, pode “funcionar muito bem”, conforme autoridades de ambos
países buscam diminuir as diferenças sobre como encerrar um
impasse nuclear na península coreana.
Kim, um dos líderes mais reclusos do mundo, fez um passeio
noturno por locais à beira-mar em Cingapura, na véspera de uma
cúpula marcada para começar na terça-feira, em uma ilha resort
próxima
Em um tuite no início de terça-feira, no horário local,
poucas horas antes da cúpula, Trump disse que encontros de
representantes dos dois países estavam “indo bem e rapidamente",
mas acrescentou: "no final, isso não importa. Todos saberemos em
breve se um acordo real, não como os do passado, pode ocorrer ou
não!"
Embora Trump esteja otimista com as perspectivas para a
cúpula entre os antigos inimigos, o secretário de Estado
norte-americano, Mike Pompeo, colocou um tom de cautela antes do
primeiro encontro entre líderes em exercício dos EUA e da Coreia
do Norte, dizendo que ainda se precisa ver se Kim é sincero
sobre sua vontade de se desnuclearizar.
Autoridades de ambas partes tiveram conversas de último
minuto com objetivo de preparar o terreno para um encontro que
era quase inimaginável poucos meses atrás, quando os dois
líderes trocavam insultos e ameaças que levantaram temores de
guerra.
Mas após uma série de aberturas diplomáticas aliviarem as
tensões nos meses recentes, os dois líderes agora estão prontos
para um aperto de mão histórico que autoridades norte-americanas
esperam poder eventualmente levar à desmontagem de um programa
nuclear norte-coreano que ameaça os EUA.
Dando uma prévia a repórteres, Pompeo disse que isto pode
fornecer “uma oportunidade sem precedentes de mudar a trajetória
de nossa relação e levar paz e prosperidade” à Coreia do Norte.
No entanto, ele minimizou a possibilidade de um avanço
rápido e disse que a cúpula deve estabelecer o panorama para o
“duro trabalho que será feito”, insistindo que a Coreia do Norte
teria que seguir para a desnuclearização completa, verificável e
irreversível.
A Coreia do Norte, no entanto, mostrou pouco desejo de
abandonar armas nucleares que considera vitais para a
sobrevivência do regime dinástico de Kim.
Sanções sobre a Coreia do Norte irão continuar em vigor até
que isto tenha acontecido, disse Pompeo. “Se a diplomacia não
seguir na direção correta… estas medidas irão aumentar.”
“A Coreia do Norte nos confirmou anteriormente seu desejo de
se desnuclearizar e nós estamos ansiosos para ver se estas
palavras se provam sinceras”, disse.
A Casa Branca mais tarde disse que as discussões com a
Coreia do Norte haviam avançado “mais rapidamente do que
esperado” e que Trump iria deixar Cingapura na noite de
terça-feira, após a cúpula. Sua partida estava inicialmente
marcada para quarta-feira.
Kim deve deixar o país na tarde de terça-feira, disse no
domingo uma fonte envolvida no planejamento de sua visita.
Acredita-se que Kim não deixou seu hotel desde um encontro
com o primeiro-ministro de Cingapura, Lee Hsien Loong, pouco
após seu desembarque na cidade no domingo, mas ele deixou o
prédio na noite de segunda-feira.
O líder educado na Suíça, que acredita-se ter 34 anos, não
deixava seu isolado país desde que assumiu, em 2011, a não ser
para visitar a China e o lado sul-coreano da Zona
Desmilitarizada, na fronteira que separa as duas Coreias.
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447702))
REUTERS AC TR


Assuntos desta notícia

Join the Conversation