Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

(Texto atualizado com mais informações)
Por Gabriela Mello
SÃO PAULO, 19 Jan (Reuters) – A Caixa Econômica Federal
aprovou nesta sexta-feira um novo estatuto em linha com a Lei
das Estatais, que dá ao conselho de administração poder de
eleger e destituir vice-presidentes e define que um quarto do
colegiado será de membros independentes.
As mudanças ocorrem poucos dias após o governo federal
determinar o afastamento de quatro dos 12 vice-presidentes do
banco por 15 dias, tempo que terão para se defenderem de
denúncias do Ministério Público Federal (MPF).
Os vice-presidentes citados são Deusdina Pereira, de Fundos
e Loterias; Roberto Derziê de Santana, de Governo; Antonio
Carlos Ferreira, Corporativo; e José Henrique Marques da Crus,
de Clientes, Negócios e Transformação Digital.
Antes do novo estatuto, os vice-presidentes do banco eram
nomeados pelo presidente da República, por indicação do ministro
da Fazenda, e o conselho não tinha membros independentes.
As novas regras ainda preveem a realização de assembleia
geral para eleger e destituir membros dos conselhos de
administração e fiscal, bem como o estabelecimento de prazo
unificado de gestão para seus integrantes.
Conforme o banco, os comitês atuais serão mantidos, exceto o
de Risco, extinto em função da criação do Comitê Independente de
Riscos, e foram criados outros quatro vinculados ao conselho de
administração: Otimização de Ativos, Partes
Relacionadas/Correção e Elegibilidade; Indicação e Remuneração e
Compras.
A Caixa também incorporou novas práticas de integridade e
gestão de riscos e adicionou impedimentos mais rigorosos, além
de critérios técnicos, para seleção de dirigentes.

(Por Gabriela Mello, edição Flavia Bohone)
(([email protected]; 551156447553; Reuters
Messaging: [email protected]))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia