Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

(Texto atualizado com mais informações)
SÃO PAULO, 9 Mai (Reuters) – A Braskem teve queda
do lucro no primeiro trimestre, sob reflexo da interrupção de
energia elétrica para plantas do Nordeste em março e pelo
inverno mais rigoroso que o esperado nos Estados Unidos, além de
parada programada em Triunfo e outra não programada em outra
fábrica em Alagoas.
A petroquímica anunciou nesta quarta-feira que teve lucro
líquido de 1,054 bilhão de reais no período, queda de 42 por
cento ante mesmo período de 2017.
A receita líquida ainda cresceu 3 por cento tanto nas
comparações sequencial e anual, para 13 bilhões de reais. Mas o
resultado operacional medido pelo Ebitda (lucro antes de juros,
impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) somou
2,65 bilhões de reais, 26 por cento menor do que de um ano
antes.
De janeiro a março, o spread dos principais químicos
produzidos pela Braskem foi de 388 dólares por tonelada, 20 por
menor inferior ao primeiro trimestre de 2017, refletindo impacto
positivo de eventos de demanda combinado com menor oferta do
produto no mercado global, principalmente nos mercados de
butadieno e benzeno.
No comparativo anual, as despesas totais da companhia
controlada pela Odebrecht somaram 715 milhões de reais, valor 4
por cento maior do que um ano antes.
O resultado ainda foi parcialmente beneficiado pela queda de
20 por cento na despesa financeira, para 671 milhões de reais,
refletindo a queda da taxa básica de juros.
No fim de março, a dívida líquida da Braskem somava 5,6
bilhões de dólares, montante 7 por cento menor nas comparações
sequencial e anual. A relação dívida líquida/Ebitda subiu de
1,81 para 1,98 vez em 12 meses.

(Por Aluísio Alves
Edição de Eduardo Simões)
(([email protected]; + 55 11 5644-7712;
Reuters Messaging:
[email protected]))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia