Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

(texto atualizado com mais informações)
BRASÍLIA, 20 Nov (Reuters) – O Brasil registrou criação
líquida de 76.599 vagas formais de emprego em outubro, melhor
dado para o mês desde 2013 (+94.893), no sétimo resultado
positivo consecutivo no ano, cravado em meio à gradual
recuperação econômica.
No acumulado dos dez primeiros meses de 2017, foram abertas
302.189 vagas com carteira assinada, apontou o Cadastro Geral de
Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta segunda-feira
pelo Ministério do Trabalho.
O desempenho contrasta fortemente com o fechamento de
751.816 empregos no mesmo período do ano passado, na série com
ajustes.
De todos os oito setores analisados no mês, três ficaram no
azul. Enquanto no comércio foram abertas 37.321 vagas em
outubro, a indústria da transformação ficou com saldo positivo
de 33.200 postos e o setor de serviços de outros 15.915.
Do lado negativo, os principais destaques ficaram com
construção civil (-4.764 empregos) e agropecuária (-3.551).
Num retrato da melhora do mercado de trabalho, o número de
desempregados no Brasil foi abaixo de 13 milhões no trimestre
encerrado em setembro pela primeira vez desde o início do ano,
conforme dados mais recentes do IBGE.
Apesar da melhoria continuar baseada na informalidade,
agentes econômicos estimam que o movimento deverá dar fôlego à
recuperação da atividade.
Citando esse avanço, o relator de receitas do Orçamento de
2018, senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), elevou nesta
segunda-feira a perspectiva de crescimento do Produto Interno
Bruto (PIB) a 2,5 por cento no ano que vem, ante 2,0 por cento
no projeto enviado pelo governo.

(Por Mateus Maia; texto de Marcela Ayres; Edição de Claudia
Violante)
(([email protected]; 5561-3426-7021; Reuters
Messaging: [email protected]))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia