Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por Nidhi Verma e Rania El Gamal
RIAD, 18 Mai (Reuters) – A Arábia Saudita disse nesta
sexta-feira que está consultando outros produtores de petróleo
dentro e fora da Organização dos Países Exportadores de Petróleo
(Opep) para garantir que o mundo tenha oferta adequada para
suportar o crescimento econômico depois que os preços da
commodity atingiram 80 dólares por barril pela primeira vez
desde 2014.
O ministro de energia mais influente da Opep, Khalid
al-Falih, disse em mensagem no Twitter que convocou seus pares
nos Emirados Árabes Unidos, Estados Unidos e Rússia, além da
grande consumidora de petróleo Coreia do Sul, a "coordenar ações
globais para aliviar a ansiedade do mercado global".
Falih também disse que assegurou ao diretor-executivo da
Agência Internacional de Energia o "compromisso com a
estabilidade dos mercados de petróleo e a economia global" e que
entraria em contato com outros nos próximos dias.
Na quinta-feira, Falih telefonou para o ministro do Petróleo
indiano Dharmendra Pradhan para garantir que o apoio ao
crescimento econômico global era "um dos principais objetivos do
reino", disse o governo saudita em comunicado após a Índia ter
expressado frustração com o recente aumento nos preços do
petróleo.
Os preços do petróleo mantinham-se firmes nesta sexta-feira,
com a cotação do Brent acima de 79 dólares por barril,
depois que a referência internacional superou os 80 dólares pela
primeira vez desde novembro de 2014 no dia anterior.
O Ministério da Energia da Arábia Saudita já havia dito na
quinta-feira que o reino e outros produtores garantirão a
disponibilidade de suprimentos adequados para compensar
eventuais problemas de oferta.
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))
REUTERS JRG LC


Assuntos desta notícia

Join the Conversation