Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por Noel Randewich
SAN FRANCISCO, 11 Mai (Reuters) – A Apple está
prestes a se tornar a primeira empresa norte-americana listada a
valer 1 trilhão de dólares, mas, mesmo que chegue lá, poderá ser
superada em breve, já que a Amazon.com está logo atrás.
Criada na garagem do co-fundador Steve Jobs, em 1976, a
receita anual da fabricante do iPhone subiu para 229 bilhões de
dólares, valor maior do que o produto interno bruto (PIB) de
países como Portugal e Nova Zelândia.
O valor de mercado da Apple superou o recorde de 934 bilhões
na quinta-feira, após a companhia anunciar na semana passada um
programa de recompra de ações de 100 bilhões de dólares e
notícias de que a Berkshire Hathaway , do bilionário
Warren Buffet, aumentou significativamente sua participação na
empresa.
Graças a uma alta de 12 por cento desde o balanço trimestral
da empresa na última terça-feira, a Apple está apenas 8 por
cento abaixo da marca de 1 trilhão de dólares.
Apontando para o recente salto de 31 por cento da Apple em
receita de serviços, incluindo streaming de música e
armazenamento online, o analista da CFRA, Angelo Zino, elevou
seu preço alvo para as ações da empresa de 195 para 210 dólares,
o que colocaria o valor de mercado da empresa em 1,03 trilhão de
dólares. A aposta de Zino caminha junto com a de 12 outros
analistas, que definiram metas de preço que colocam o valor do
mercado das ações da Apple em 13 dígitos.
Mas a Apple corre o risco de ser superada na marca de 1
trilhão de dólares – ou ultrapassada logo em seguida – pela
Amazon.com, a segunda maior companhia listada norte-americana em
valor de mercado, com avaliação de 780 milhões de dólares.
Enquanto isso, as autoridades da Arábia Saudita disseram
esperar uma oferta pública inicial (IPO) da Saudi Aramco, que
valorizaria a petrolífera saudita em cerca de 2 trilhões de
dólares.
Com 765 bilhões de dólares, a Alphabet, controladora do
Goole, tem o terceiro maior valor de mercado de Wall Street. A
Microsoft aparece logo atrás, com 749 bilhões de dólares. A
Amazon passou ambas as companhias em fevereiro.
(Por Noel Randewich)
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447509))
REUTERS SI AAJ


Assuntos desta notícia