Clicky

Dia pode ser positivo

Chart Trading 728×90

Apesar da alta forte de ontem e mercados indefinidos no exterior, o dia pode ainda ser de recuperação na B3. Há ainda o feriado marcado para amanhã no Brasil que complica tudo, com uma sexta-feira enforcada. A B3 teve alta de 1,55%, com índice em 76897 pontos. Nos EUA, novo recorde histórico do Dow Jones.

No cenário externo, expectativas sobre declaração de independência da Catalunha não se confirmaram e hoje os mercados sofrem novamente efeitos da Catalunha, Brexit e petróleo. Tudo isso embaralham as bolsas externas. Na Ásia, mercados majoritariamente em alta, Europa com comportamento misto e futuros dos EUA próximos da estabilidade. No Brasil, há espaço para buscar vazar o patamar de 77000 pontos e com isso abrir novo objetivo lá pelos 78500 pontos.

Profitchart Pro 300×250

Na Catalunha separatistas radicais querem prazo para fim dos diálogos com Madri e o primeiro ministro Rajoy quer clareza se independência foi mesmo declarada. Mas o governo convocou reunião de emergência para discutir o assunto. Nos EUA, o presidente do FED de Dallas, Kaplan, disse ter mente aberta para remoção da acomodação monetária e vai monitorar a expansão da inflação. Isso colocou mais um pouco a possibilidade de elevação dos juros em dezembro pelo FED.

Na sequência dos mercados, o petróleo WTI negociado em NY mostrava alta de 0,10%, com o barril cotado a US$ 50,97 (estava mais forte). O euro era transacionado em alta para 1,182 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 2,34%. Ouro e prata com comportamento de queda na Comex e commodities agrícolas com viés negativo.

No Brasil, declarações duras do presidente Rodrigo Maia sobre comportamento da base de apoio não votando leniência bancaria enterrar a MP. Governo mais interessado em acelerar votação da segunda denúncia contra o presidente. Hoje o STF julga sobre o afastamento de parlamentares, mas especificamente o Caso Aécio.

A Fipe anunciou o IPC da primeira quadrissemana de outubro com +0,10%, de anterior em +0,02%. A FGV mostrou a primeira prévia do IGP-M de outubro com alta de 0,32%, acumulando no ano alta de 1,79% e em 12 meses deflação de 1,29%. O IBGE divulgou que as vendas no varejo de agosto encolheram 0,5% (efeito FGTS), mas mostram expansão de 0,7% no ano e queda de 1,6% em 12 meses. Agosto contra igual período anterior expandiu 3,6%.

Na sequência dos mercados, os DIs em dia de queda de juros para vencimentos mais líquidos e o dólar começando em queda de 0,39% e cotado a R$ 3,172. Na B3, pouca definição, mas recuperação pode prosseguir.

Bom dia e bons negócios.

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe Home Broker Modalmais
Fonte: https://www.modalmais.com.br/blog/falando-de-mercado


Assuntos desta notícia

Join the Conversation