Clicky

MetaTrader 728×90

Por Eduardo Simões
SÃO PAULO, 14 Mar (Reuters) – O ministro da Fazenda,
Henrique Meirelles, disse nesta quarta-feira acreditar que o
Congresso Nacional aprovará uma pauta econômica considerada
prioritária pelo governo do presidente Michel Temer, apesar de
os parlamentares estarem concentrados neste momento em assunto
relacionadas à segurança pública.
“Eu acho ainda aprovável. A agenda de segurança é obviamente
importante, mas não vai ser a única coisa discutida pelo
Congresso neste ano. Então acho que nossa agenda de prioridades
continua em andamento. Amanhã, por exemplo, tenho reuniões em
Brasília sobre a reoneração da folha”, disse o ministro nos
bastidores do Fórum Econômico Mundial para a América Latina, que
está sendo realizado em São Paulo.
“Em resumo, está avançando e eu estou bastante otimista.
Hoje mesmo recebi ligações de líderes do Congresso interessados
em discutir sobre alguns desses pontos.”
Meirelles disse que na próxima semana deverá intensificar as
conversas que podem levá-lo a decidir deixar o ministério no
início de abril para disputar a Presidência da República nas
eleições de outubro e voltou a dizer que tem mantido conversas
com o MDB, partido de Temer, e com outras legendas.
“O importante é chegar a um acordo de política econômica e
também de política social. Mais importante do que esse ou aquele
partido é manter a coerência de atitude, a coerência de ação e
pensamento, que eu sempre mantive”, disse o ministro, que não
quis revelar com quais outras legendas discute a possibilidade
de filiação com vistas à disputa do Palácio do Planalto.

(Edição de Alexandre Caverni)
(([email protected]; 55-11-56447702; Reuters
Messaging: [email protected]))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia