Clicky

mm TD 728

Os índices de peso em Wall Street fecharam a semana valorizados, apesar dos resultados financeiros de três bancos e também com os indicadores mistos mostrados hoje abaixo das estimativas. A tranquilidade para as compras veio com a apresentação da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, em dois dias no Congresso norte-americano.

A presidente do Fed garantiu que no curto prazo a atual política monetária será mantida. A alegação desta vez foi a inflação abaixo dos 2% esperados pelo banco central. A certeza da cautela dos consumidores dos Estados Unidos pode ser mostrada hoje nos resultados das vendas no varejo.

Ao final, o  S&P ficou em alta de 0,47% aos 2.459; o Dow Jones ficou em alta de 0,39% aos 21.637; e o Nasdaq ficou em alta de 0,61% aos 6.312.

Na semana, os principais índices de ações registraram ganhos sólidos, liderados por um aumento de 2,6% no Nasdaq, um ganho de 1,4% para o S&P 500 e uma subida de 1% para o Dow Jones.

Com uma inflação fraca e dados menos rígidos apontando para o crescimento menor no segundo semestre, os analistas apostam que o Fed será mais prudente em mexer com as taxas de juros e pode até adiar uma redução esperada do balanço em setembro.

Resultados dos bancos

O Citigroup Inc. ficou com lucro líquido de US $ 3,9 bilhões, ou US $ 1,28 por ação, no segundo trimestre, abaixo de US $ 4,0 bilhões, ou US $ 1,24 por ação, no período do ano anterior. A receita chegou a US $ 17,9 bilhões, superior a US $ 17,5 bilhões.

O Wells Fargo, com sede em São Francisco, reportou lucro de US $ 5,81 bilhões, ou US $ 1,07 por ação. Isso se compara com US $ 5,56 bilhões, ou US $ 1,01 por ação, no mesmo período de 2016.

Os resultados do banco incluíram um benefício fiscal de US $ 186 milhões durante o segundo trimestre, a maioria estava relacionada a um acordo alcançado em junho para vender seu negócio de seguros comerciais. Isso aumentou os ganhos por ação da Wells Fargo em 4 centavos.

A receita líquida de juros aumentou 6,4% para US $ 12,48 bilhões em relação ao mesmo período do ano passado. As empresas de empréstimos de bancos grandes foram ajudadas nas últimas semanas pelos aumentos das taxas de juros e das taxas de juros dos Estados Unidos.

 

O JP Morgan Chase & Co. teve lucro líquido no segundo trimestre em alta de 13%, como um aumento dos empréstimos, ao lado de lucros recorde em algumas empresas, compensando resultados de negociação mais fracos.

O banco reportou lucro de US $ 7,03 bilhões, ou US $ 1,82 por ação. Isso se compara com um lucro de US $ 6,2 bilhões, ou US $ 1,55 por ação, no mesmo período de 2016.

A receita de negociação da JP Morgan diminuiu 14% para US $ 4,8 bilhões de US $ 5,56 bilhões no ano anterior, prejudicada por uma queda de 19% na negociação de renda fixa em relação ao período anterior.

O lucro global no banco corporativo e de investimento foi de US $ 2,71 bilhões, um aumento de 8,7% em relação aos US $ 2,49 bilhões no mesmo período do ano passado. No banco consumidor, os lucros foram de US $ 2,22 bilhões em comparação com US $ 2,66 bilhões no segundo trimestre do ano passado.

Com apoio de agências internacionais


Assuntos desta notícia

Join the Conversation