Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Os índices de peso em Wall Street fecharam no vermelho nesta segunda-feira, com a apreensão para com as medidas regulatórias do presidente Donald Trump. Por outro lado, as empresas de energia foram penalizadas com os preços do petróleo.

Para esta semana, conforme o prometido, o presidente pretende seguir com as ordens executivas.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Ao final, o S&P ficou em queda de 0,21% aos 2.292; o Dow Jones ficou em queda de 0,09% aos 20.052; e o Nasdaq caiu 0,06% aos 5.663.

 

Petróleo

O preço do petróleo estabilizou perto de US $ 57 por barril nesta segunda-feira, com as crescentes tensões entre os Estados Unidos e o Irã e os cortes na oferta da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

As empresas de energia dos Estados Unidos adicionaram 13 plataformas de petróleo nas últimas semanas, segundo dados divulgados na sexta-feira (03). Apesar dos cortes da OPEP, os estoques de petróleo aumentaram mais do que o esperado na semana passada.

O petróleo Brent estava negociando a US $ 56,75 por barril em Londres, perto do fechamento, a 6 centavos de dólar, negociando em uma faixa estreita de 46 centavos. No mesmo horário, o petróleo bruto americano subiu 4 centavos a US $ 53,87.

A tensão entre Teerã e Washington aumentou na semana passada, depois que um teste de míssil iraniano levou o presidente dos Estados Unidos Donald Trump a impor sanções a indivíduos e entidades ligadas a sete países, que na opinião dele representam perigo para o país em meio ao terrorismo.

Um comandante dos Guardas Revolucionários disse no fim de semana que o Irã usaria seus mísseis se sua segurança estiver sob ameaça.

O Irã, terceiro maior produtor da Opep, tem aumentado a produção gradualmente desde que a maioria das sanções internacionais sobre seu programa nuclear foram levantadas em 2016.

Teerã está isento do plano da OPEP de cortar suprimentos junto com a Rússia e outros produtores independentes, que começou no dia 1 de janeiro e apela para reduções de quase 1,8 milhão de barris por dia.

Os membros da OPEP incluídos no movimento implementaram pelo menos 80% até agora, de acordo com uma pesquisa da Reuters e analistas. A Rússia cortou a produção em cerca de 100 mil bpd e planeja aprofundar a redução para 300 mil até o final de abril.

Com a produção sendo cortada, mais investidores estão apostando no aumento dos preços, apesar de indicadores como o Baker Hughes apontando para o aumento da oferta dos Estados Unidos. Essas informações são da Reuters.

A agenda dos Estados Unidos está vazia e as atenções ficam para a temporada de balanços corporativos.


Assuntos desta notícia