Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Os índices de peso de Wall Street operam com ganhos nesta quinta-feira, com o Brexit no foco dos investidores, movimento igual aos demais globais.

Há pouco, o Dow Jones subia 1% aos 17.966 pontos; o S&P avançava 1,02% aos 2.106 pontos; e a Nasdaq ganhava 1,18% aos 4.890 pontos.

Chart Trading 300×250

As pequisas mais recentes mostraram que mais de 75% dos britânicos eram favoráveis a permanência na União Europeia.

Hoje, os mercados reagiram e operam no azul, com a libra esterlina alcançou seu mais alto valor do ano em relação ao dólar, que foi de US$ 1,4901 às 13h (GMT; 10h de Brasília), um aumento de 1,5% sobre a cotação de ontem, diante da perspectiva de que o voto pela permanência do Reino Unido na UE vença o referendo, conforme as informações da Agência Efe.

A moeda britânica subia também 0,41% frente à moeda oficial do bloco europeu, para 1,3071 euros.

A libra se valorizou 4% na última semana devido à perspectiva de que o Reino Unido continue na UE – opção apoiada pelas multinacionais e o centro financeiro de Londres -, recuperando as quedas que havia sofrido no primeiro trimestre.

Segundo o chefe de estratégia de FXTM, que negocia no Forex, Hussein Sayed, os agentes financeiros estão se guiando, sobretudo, pelos prognósticos das casas de apostas, que apontam para a vitória da permanência do país no bloco europeu.

O megainvestidor George Soros advertiu na última terça-feira que se o Reino Unido deixar a UE, a pode libra pode despencar pelo menos 15%, ou até mais de 20% frente ao dólar.

Uma nova pesquisa de opinião divulgada nesta quinta-feira no Reino Unido mostra que a opção da permanência do país na UE tem vantagem de dez pontos sobre um resultado favorável ao “Brexit”.

A pesquisa, elaborada pela empresa Populus pela internet antes de os colégios eleitorais abrirem no país e que foi postada no Twitter, mostra um apoio de 55% à continuidade contra 45% pela saída.

Já outra pesquisa publicada pelo jornal vespertino londrino “Evening Standard” dá uma leve vantagem aos partidários da permanência com 52% dos votos contra 48% que prefere o “Brexit”.

Esta pesquisa, realizada pela Ipsos Mori com 1.592 pessoas na quarta-feira à noite, revelou também que 12% dos indagados poderia mudar de opinião na última hora.


Assuntos desta notícia