Clicky

mm TD 728

Os índices de peso em Wall Street fecharam no vermelho nesta quinta-feira, com a ações de tecnologia recuando. O índice VIX, que mede a volatilidade na bolsa de Nova York, subiu 28%. As ações dos bancos não conseguiram sustentar os três índices, que reagiram para cima depois do teste de estresse do Federal Reserve.

Ao final, o S&P ficou em queda de 0,86% aos 2.419; o Dow Jones caiu 0,78% aos 21.287; e o Nasdaq despencou 1,44% aos 6.144.

As ações de tecnologia devolveram os ganhos de ontem. As ações estão oscilando nas últimas semanas, com o setor abaixo de 2,5% até agora neste mês.

A taxa de 10 anos do Tesouro atingiu 2,27%. O euro atingiu o nível mais alto em mais de um ano. O petróleo avançou.

No lado positivo, as ações financeiras subiram 0,7% depois que os 34 maiores bancos dos Estados Unidos passaram o teste de estresse do Fed e receberam luz verde para planos de retorno de capital aos acionistas. O Fed determinou que os maiores bancos do país possuem níveis “fortes” de capital e que poderiam continuar emprestando mesmo durante uma recessão severa.

Os bancos no S&P 500 saltaram com a notícia e demarcaram o caminho para a recompra de ações. O Goldman Sachs GS subiu 0,5%, enquanto o JP Morgan Chase & Co subiu 1,5%.

O índice Dólar, DXY, que mede o dólar norte-americano em relação a uma cesta de seis moedas, diminuiu menos de 0,1% para 95,57, mas caiu 1,8% até agora nesta semana.

Mesmo com o recuo de hoje, as ações globais estão preparadas para a melhor primeira metade do ano desde 1998, ganhando 11% para um recorde. Os investidores estão colocando fé na robustez dos lucros à medida que a economia continua a recuperar, com menor preocupação para a queda do petróleo, em um mercado urso, e para discussões políticas em Washington. Mas os riscos permanecem: os mercados evoluíram nesta semana, enquanto o debate sobre a normalização da política do banco central se intensificou depois de nove anos de estímulo.


Assuntos desta notícia