Clicky

União Europeia pede suspensão de importação de carnes brasileiras

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Semana passada a Bovespa encerrou com queda acumulada de 0,72% (64209 pontos), enquanto o Dow Jones americano ficou praticamente estável em alta de 0,06%. A nova semana está começando desequilibrada por conta do comunicado da reunião do G-20 sobre o livre comércio entre as nações.

No comunicado, foram suprimidos textos sobre o livre comércio e isso permitiu leitura que pode projetar conflitos comerciais e desvalorização competitiva das moedas. Christine Lagarde do FMI disse que “a economia mundial acelera, mas políticas erradas podem tirar do trilho”. E os EUA têm grande influência no teor desse comunicado pelo viés protecionista.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Bolsas da Ásia com comportamento misto (Tóquio não operou por feriado), Europa operando no campo negativo nesse início de manhã e os futuros do mercado americano com comportamento de queda. No Brasil, ainda vamos ter que repercutir efeitos da operação Carne Fraca que fez a Bovespa encolher 2,39% na última sexta-feira.

Ontem, o presidente Temer convocou reunião extraordinária com o ministro da Agricultura e foram traçadas linhas de fiscalização e segurança para 21 unidades (de total de 4.837), sendo que três unidades foram suspensas. Temer mostrou com dados que o setor está seguro apesar do desvirtuamento pontual, convidou embaixadores para jantar em churrascaria, mas os embaixadores guardam prudência e vão esperar nota técnica do setor.

Enquanto isso, na União Europeia parlamentares e produtores pedem a suspensão de importação de carnes brasileiras, e isso pode ser tema da reunião que ocorre na semana na OMC (Organização Mundial do Comércio).

Na Alemanha, foi anunciado o PPI de fevereiro em alta de 0,2% (previsão era de 0,4%), com a inflação anual em 3,1%, a maior desde 2011. O dólar mostra enfraquecimento com a perspectiva de alta gradual reforçada pelo FED, sem pressa para elevações. Na sequência dos mercados, o petróleo WTI negociado em NY mostrava queda de 1,37%, com o barril cotado a US$ 48,11. O euro era transacionado em alta para US$ 1,075 e os notes americanos de 10 anos com taxa de juros em alta para 2,50%.

No segmento local, a Reforma da Previdência vai contar com 164 emendas para serem discutidas e o PDT fechou questão contra a reforma da Previdência. A pesquisa Focus veio positiva e influi nas expectativas futuras dos agentes. Os DIs começando o dia com alta de juros e o dólar abrindo estável, em alta de 0,01% e cotado a R$ 3,098. Na Bovespa, queda do índice futuro de 0,34%.

Na agenda do dia nenhum indicador com muita capacidade de mudar a tendência dos mercados.

Bom dia e bons negócios.

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe Home Broker Modalmais
Fonte: https://www.modalmais.com.br/blog/falando-de-mercado


Assuntos desta notícia