Clicky

Trump reforça aproximação com a Rússia

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Dia começando com mercados ainda indefinidos, com a Ásia com comportamento misto. Europa com viés negativo e misto também para os futuros do mercado americano. Durante o final de semana Donald Trump disse que só os estúpidos e tolos não querem aproximação com a Rússia, mas também reconheceu o relatório de Inteligência americano como correto sobre interferência nas eleições em que foi vencedor, porém sem afetar resultados.

O senado americano arguiu na semana nove secretários já designados por Trump e alguns não terão vida fácil. Além disso, Trump faz a sua primeira coletiva de imprensa no próximo dia 11/01, ainda sem horário estabelecido.

Chart Trading 300×250

Durante a madrugada na China o PBOC sugeriu desvalorização do yuan na paridade de 6,9262 do dólar e dirigentes do país acreditam que o PIB de 2016 cresceu 6,7%. Na Alemanha a produção industrial de novembro cresceu 0,4% (menos que o previsto), mas dados anteriores foram refeitos e indicam que a economia cresce forte. O saldo da balança comercial de novembro foi maior que o previsto, com superávit de 21,7 bilhões de euros.

No Reino Unido Theresa May disse que o Brexit terá início em semanas e na zona do euro o desemprego ficou estável em 9,8%. Na sequencia dos mercados no exterior o petróleo WTI negociado em NY mostrava 1queda de 1,67%, com o barril cotado a US$ 53,09. O euro era transacionado em queda para US$ 1,0528 e os notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 2,39, em queda.
Internamente ainda muitas discussões sobre as eleições na Câmara no próximo dia 02/02, com três chapas da base de apoio disputando votos. No Senado a situação parece tranquila com a eleição de Eunício. A FGV anunciou a inflação pelo IPC-S da primeira quadrissemana de janeiro em 0,50%, vindo de anterior em 0,33%. Já a Anbima anunciou que a captação líquida dos fundos em 2016 foi de R$ 109 bilhões, com destaque para aumento dos fundos de Previdência Privada.

Na sequencia dos mercados por aqui os DIs começaram o dia com juros em alta e o dólar tinha valorização de 0,34%, cotado a R$ 3,231. Na Bovespa dia começando com queda de 0,15% e índice em 61572 pontos. Na agenda teremos declarações de dirigentes do FED, mas os mercados miram mesmo na fala de Trump quarta-feira e na decisão do Copom sobre juros na mesma data. O consenso de queda da Selic começou a mudar para 0,75%.

Bom dia e bons negócios.

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe Home Broker Modalmais
Fonte: https://www.modalmais.com.br/blog/falando-de-mercado


Assuntos desta notícia