Clicky

Mercados de Bolsa e Câmbio realizam lucros

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Ontem foi dia de realização de lucros em praticamente todos os mercados. E não estamos falando somente das bolsas, mas com grande volatilidade no câmbio e nos juros. Donald Trump voltou a endurecer seu discurso depois de denúncias de contatos entre seus assessores de campanha e o governo russo. Somente o Dow Jones conseguiu manter a sexta sessão de recorde histórico com leve alta de 0,04%. No Brasil, a Bovespa registrou queda de 0,24%, muito em função da perda de Itaú com queda de 1,94%.

Justamente o Banco Itaú, que assumiu a primeira posição entre os bancos, superando o Banco do Brasil em volume de ativos. Trump voltou a afirmar que vai fazer os EUA mais competitivo e que o otimismo recente já está gerando novos empregos. Na China, o PBOC sugeriu valorização do yuan, mas a moeda fechou em queda. Ainda na China, houve venda de câmbio líquido em janeiro de
US$ 20,4 bilhões, em queda com relação aos meses recentes, o que é positivo.

MetaTrader 300×250

No Reino Unido, as vendas no varejo encolheram 0,3% (previsão era +1,0%) afetada por cautela com o Brexit. Aliás, Tony Blair, ex-primeiro ministro tenta uma reviravolta no Brexit e conclama a oposição para isso. Nos EUA, teremos feriado na próxima segunda-feira e mercados fechados, o que pode afetar negativamente a sessão de hoje.

Na sequência dos mercados no exterior, o petróleo WTI negociado em NY mostrava leve queda de 0,09%, com o barril cotado a US$ 53 31. O euro era transacionado em queda para US$ 1,064 e os notes de 10 anos com taxa de juros de 2,42%. O ouro e a prata mostrava alta na Comex e commodities agrícolas com viés de queda na bolsa de Chicago.

Voltando ao cenário local, a Fitch, uma das três mais importantes agência de rating do mundo, disse que para o Brasil evoluir na classificação de risco será preciso fazer a consolidação fiscal. Além disso, precisa aumentar a credibilidade e estabilizar a dívida. Será preciso avaliar que reforma da Previdência sairá. A Fipe anunciou que o IPC da segunda quadrissemana de fevereiro ficou em 0,02%, contra anterior em +0,18%.

Comportamento de queda para a segunda prévia do IGP-M de fevereiro em queda igual de 0,02%, mas vindo de 0,76%. Com isso, a inflação do ano está em 0,66% e em 12 meses em 5,31%. Na sequência dos mercados, os DIs abriram com alta de juros para todos os vencimentos (longo em leve queda) e o dólar abriu forte em alta, mas já recuava para elevação de 0,04% e moeda cotada a
R$ 3,084. A Bovespa em seu índice futuro mostrava queda de 0,57%.

Bom dia e bons negócios.

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe Home Broker Modalmais
Fonte: https://www.modalmais.com.br/blog/falando-de-mercado


Assuntos desta notícia