Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

O mercados da Ásia recuaram nesta terça-feira, com as atenções para Janet Yellen, que a presidente do Federal Reserve. O dólar perdeu força na cesta global de moedas, incluindo o iene.

A primeira baixa no governo de Donald Trump, em menos de um mês, acabou contaminando o humor dos negociadores asiáticos.

Profitchart Pro 300×250

Em Hong Kong, o índice MSCI Asian Pacific Index ficou em alta de 0,2%. O índice Asia Dow ficou em alta de 0,27% aos 3.178 pontos. Os mercados ficaram divididos. O Nikkei 225 (Japão), queda de 1,13%; Hang Seng (Hong Kong), queda de 0,03%; o SSE Composite (Xangai), alta de 0,03%; o BSE (Índia), queda de 0,04%; 0 Kospi (Coreia do Sul), queda de 1,26%.

Na China, a inflação ao consumidor avançou para o maior nível em dois anos e meio, atingindo 2,5% nos doze meses findos em janeiro, contra 2,1% registrado em dezembro, informou o Departamento Nacional de Estatítiscas de Pequim.

Em relação a dezembro, os preços no consumidor subiram 1%, após uma aceleração de 0,2% no mês anterior. As previsões exigiam um ganho mensal de 0,7%. Um indicador separado dos preços de fábrica, conhecido como índice de preços no produtor (IPP), subiu 6,9% nos doze meses até janeiro, em comparação com as previsões que exigem um ganho anualizado de 6,3%. Esse foi o nível mais alto desde 2011. A inflação dos produtores agora aumentou em cada um dos últimos cinco meses, após mais de quatro anos de deflação.


Assuntos desta notícia