Clicky

MetaTrader 728×90

Por Claudia Violante
SÃO PAULO, 22 Nov (Reuters) – As taxas dos contratos futuros
de juros terminaram com leves oscilações nesta quarta-feira, em
meio aos esforços do governo do presidente Michel Temer para
conseguir apoio político para aprovar a reforma da Previdência.
O volume financeiro foi mais restrito, com os investidores
se preparando para o feriado do Dia de Ação de Graças nos
Estados Unidos, no dia seguinte, e que manterá os mercados
norte-americanos fechados.
"Temer tenta emplacar uma reforma da Previdência mais
enxuta, mas a resistência da base e o curto tempo para aprovação
podem jogar contra", afirmou a corretora Guide em relatório.
À noite, Temer oferecerá um jantar a deputados da base
aliada para apresentar a nova e mais enxuta versão do texto da
reforma, com a presença do relator da proposta, deputado Arthur
de Oliveira Maia (PPS-BA). O presidente também promove troca de
ministros para agradar os partidos que dão apoio ao governo.
A investida busca garantir os 308 votos necessários na
Câmara dos Deputados. Por ser uma Proposta de Emenda à
Constituição (PEC), a reforma da Previdência precisa também do
apoio de 49 dos 81 senadores.
A proposta desidratada para reforma da Previdência que será
colocada em votação na Câmara dos Deputados prevê tempo mínimo
de contribuição de 15 anos, após os quais os contribuintes
poderão receber 60 por cento da aposentadoria, afirmou nesta
quarta-feira o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.
A economia para os cofres públicos será de cerca de 480
bilhões de reais nos próximos dez anos, ante 800 bilhões de
reais previstos no início da tramitação da reforma.

O recuo do dólar ante o real acabou por levar os DIs mais
longos a zerarem as altas da manhã. A moeda norte-americana caiu
para a casa de 3,23 reais acompanhando o desempenho da moeda no
exterior.
A curva a termo precificou nesta sessão cerca de 90 por
cento de chances de redução de 0,50 ponto percentual da Selic em
dezembro, igual à véspera, com o restante indicando corte de
0,25 ponto, segundo dados da Reuters.
Para 2018, as apostas de redução de 0,25 ponto percentual em
fevereiro, na primeira reunião do Comitê de Política Monetária
(Copom) do BC no ano, estavam em cerca de 65 por cento, ante 70
por cento na véspera, segundo operadores. O restante indicava
manutenção da Selic.
Atualmente, a taxa básica de juros está em 7,50 por cento ao
ano, após dois cortes de 0,25 ponto, seguidos de dois de 0,75
ponto, quatro de 1 ponto e mais um de 0,75 ponto.
Veja as taxas dos principais contratos de DIs as 16:30:

MetaTrader 300×250

mês ticker último fechamento variação
(%) anterior (%) (p.p.)
APR8 6,92 6,93 -0,01
JAN8 7,103 7,114 -0,011
JAN9 7,19 7,19 0
JAN21 9,25 9,25 0
JAN23 10,03 10,01 0,02

(Edição de Iuri Dantas)
(([email protected]; 55 11 5644 7723; Reuters
Messaging: [email protected];))


Assuntos desta notícia