Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por Claudia Violante
SÃO PAULO, 1 Dez (Reuters) – As taxas dos contratos futuros
de juros fecharam a sexta-feira com pequenas quedas, com o
mercado cauteloso com a capacidade do governo de conquistar
apoio político necessário para votar a reforma da Previdência em
breve.
O humor dos mercados começou a azedar nos últimos dias com
os sinais de que a reforma não conseguiria ser votada na Câmara
dos Deputados. O DI com vencimento em 2021 , um dos
mais líquidos, havia avançado 0,15 ponto percentual nesta semana
até a véspera e, nesta sessão, passou por suave correção,
ajudado pelo recuo do dólar ante o real . (Ver tabela)
"O mercado se movimentou com o cenário mais pessimista (para
a Previdência)… O tempo está apertado (para votação)", afirmou
a gestora de renda fixa da gestora Mongeral Aegon Investimentos,
Patrícia Pereira, referindo-se ao calendário de trabalho do
Congresso, que termina neste mês.
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ),
disse na véspera que a proposta de reforma da Previdência estava
"muito longe" dos 308 votos necessários para ser aprovada na
Casa, e que não tinha como definir uma data para votar.

Diante desse imbróglio, o presidente Michel Temer deve
passar por uma maratona de reuniões nos próximos dias para
garantir o apoio, entre eles o do PSDB, com quem terá tratativas
no sábado, com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

O trecho mais curto da curva a termo também teve movimento
tímido nesta sessão, sem novidades que justificassem mudanças
das apostas para os próximos passos do Banco Central na política
monetária.
Os contratos de juros precificaram nesta sessão cerca de 95
por cento de chances de redução de 0,50 ponto percentual da
Selic na reunião da semana que vem do BC, igual à véspera, com o
restante indicando corte de 0,25 ponto, segundo dados da
Reuters.
Para 2018, as apostas de redução de 0,25 ponto percentual em
fevereiro, na primeira reunião do Comitê de Política Monetária
(Copom) do ano, estavam em cerca de 65 por cento, ante cerca de
70 por cento na véspera, segundo operadores. O restante indicava
manutenção da Selic.
Atualmente, a taxa básica de juros está em 7,50 por cento ao
ano, muito próximo da mínima histórica de 7,25 por cento.
Pesquisa da Reuters também mostrou que as previsões dos
analistas consultados indicavam que o BC vai promover novos
cortes após reduzir os juros à mínima histórica na semana que
vem, tentando elevar as expectativas de inflação em direção à
meta.
Veja as taxas dos principais contratos de DIs às 16:30:
mês ticker último fechamento variação
(%) anterior (p.p.)
(%)
JAN8 7,005 7,018 -0,013
APR8 6,86 6,87 -0,01
JAN9 7,09 7,11 -0,02
JAN21 9,32 9,38 -0,06
JAN23 10,24 10,28 -0,04

(Edição de Camila Moreira e Patrícia Duarte)
(([email protected]; 55 11 5644 7723; Reuters
Messaging: [email protected];))


Assuntos desta notícia

Join the Conversation