Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Por Claudia Violante
SÃO PAULO, 3 Mai (Reuters) – Os contratos futuros de juros
subiam nesta quinta-feira, sobretudo os de médio prazo, com o
mercado passando a avaliar que o Banco Central pode interromper
antes a trajetória de corte de juros básicos depois de o dólar
subir e encostar no patamar de 3,55 reais.
"Por causa do movimento do dólar, o mercado começou a se
questionar se o BC vai cortar mesmo ou não (a Selic). Pela
sinalização, entretanto, o mais provável ainda é ele cortar
(neste mês)", afirmou o economista-sênior do Banco Haitong,
Flávio Serrano, acrescentando que o BC deve enfatizar, a partir
daí, o fim do atual ciclo de afrouxamento monetário.
Os DIs precificavam nesta sessão cerca de 60 por cento por
cento de chances de redução de 0,25 ponto percentual da Selic
neste mês, ante cerca de 65 por cento na véspera, com o
restante indicando manutenção, segundo operadores.
Para a reunião de junho do Comitê de Política Monetária
(Copom) do BC, os DIs precificavam cerca de 20 por cento de
apostas de outro corte de 0,25 ponto da Selic, sobre cerca de 25
por cento no pregão anterior, com o restante indicando
manutenção.
Em março, o BC cortou a taxa básica de juros em 0,25 ponto
percentual, para o piso histórico de 6,50 por cento ao ano.
Entre fevereiro e abril passados, o dólar saltou 10 por
cento frente ao real e, só na véspera, subiu 1,30 por cento e
encostou em 3,55 reais. O movimento levou o BC a intervir com
mais força no mercado para suavizar a pressão no câmbio.

Dólar mais caro tem potencial para pressionar a inflação e,
assim, impedir mais cortes nos juros básicos.
Veja as taxas dos principais contratos de DIs às 11:26:
mês ticker último fechamento variação
(%) anterior (p.p.)
(%)
JUL8 6,253 6,249 0,004
JAN9 6,28 6,25 0,03
JAN0 7,06 6,99 0,07
JAN21 8,05 8 0,05
JAN23 9,22 9,2 0,02

MetaTrader 300×250

(Edição de Patrícia Duarte)
(([email protected]; 55 11 5644 7723; Reuters
Messaging: [email protected];))


Assuntos desta notícia