Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

SÃO PAULO, 15 Mai (Reuters) – Os contratos futuros de juros
reduziram com força a alta e passaram a operar com leves
variações nesta terça-feira, com movimento de correção, apesar
de o dólar continuar subindo ante o real e de o rendimento do
Treasury dos Estados Unidos de dez anos seguir acima de 3 por
cento.
"Chega um momento que o mercado começa a se autoajustar",
afirmou o profissional da mesa de renda fixa de uma corretora
local. "O mercado achou um nível onde começa a entrar 'player'
novo", acrescentou.
O DI com vencimento em janeiro de 2021 , um dos
mais líquidos, foi a 8,66 por cento na máxima desta sessão, com
elevação de 0,18 ponto percentual ante o fechamento da véspera.
Neste mês até o pregão passado, já havia subido 0,52 ponto
percentual.
Mais cedo, os DIs mostravam forte elevação, influenciados
pela alta do dólar, que chegou a encostar em 3,70 reais,
movimento que tende a pressionar a inflação. O salto no
rendimento do título de 10 anos norte-americano ,
acima do nível de 3 por cento, também pesou.
Os DIs mais curtos exibiam oscilações tímidas antes da
reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que no dia
seguinte deve cortar a Selic a 6,25 por cento ao ano, novo piso
histórico.
"Acreditamos que o BC corta a Selic amanhã e vai parar.
Independentemente dessa piora do dólar, ele já manteria o call
de manutenção (à frente)", afirmou a gestora de renda fixa da
gestora Mongeral Aegon Investimentos, Patrícia Pereira, ao
lembrar que os efeitos da política monetária têm defasagem e que
existe muita incerteza em relação a 2019, destacadamente a
eleição presidencial.
A curva a termo ampliou levemente as apostas de corte de
0,25 ponto percentual da Selic agora, para 60 por cento, ante 55
mais cedo e 58 por cento na véspera. O restante indicava
manutenção, segundo operadores. A taxa básica de juros está
atualmente em 6,50 por cento.
Para junho, próximo encontro do Copom, as apostas de novo
corte da mesma magnitude seguiam em 8 por cento, sobre 18 por
cento na véspera, com o restante indicando manutenção.
Veja as taxas dos principais contratos de DIs às 15:44:
mês ticker último fechamento variação
(%) anterior (p.p.)
(%)
JUL8 6,24 6,24 0
JAN9 6,355 6,36 -0,005
JAN0 7,35 7,41 -0,06
JAN21 8,47 8,48 -0,01
JAN23 9,63 9,61 0,02

(Por Claudia Violante; Edição de Camila Moreira e Patrícia
Duarte)
(([email protected]; 55 11 5644 7723; Reuters
Messaging: [email protected];))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation